Plugue brasileiro de três pinos entra em nova fase

Começa daqui a dez dias mais uma etapa do processo de implantação do novo padrão brasileiro de plugues e tomadas, de três pinos. Todos os eletroeletrônicos nacionais terão que estar adaptados.

Foto: vídeo-reprodução - G1
Foto: vídeo-reprodução – G1

Começa daqui a dez dias mais uma etapa do processo de implantação do novo padrão brasileiro de plugues e tomadas, de três pinos. Todos os eletroeletrônicos nacionais terão que estar adaptados.

Aos poucos, o marceneiro Valterci está trocando as tomadas da casa. “Às vezes, é um pouco complicado. Aquelas velhinhas têm mais prática”, diz. Ele alega que em casa ainda existem eletrodomésticos incompatíveis com a nova tomada. Por isso, ele também tem a antiga.

Em um restaurante, o moedor de carne até veio com os três pinos, mas o comerciante Pedro Henrique teve que tirar o do meio. “Eu tive que arrancar o adaptador porque ele tinha três plugues e eu não estava dando conta de colocar na tomada antiga. Ele agora já instalou tomadas novas.

O modelo brasileiro foi desenvolvido para dar mais segurança. A cavidade na tomada evita que alguém coloque sem querer o dedo onde existe corrente elétrica.

No plugue dos aparelhos, também existe outro sistema de segurança em caso de curto-circuito. O que muita gente não sabe é que o pino do meio só é útil se na tomada tiver o chamado fio-terra, que ajuda a se proteger de um choque elétrico. Os engenheiros-eletricistas alertam que muitas casas estão sendo construídas ou reformadas sem um dispositivo de segurança na tomada.

Segundo o presidente da Associação Brasileira dos Engenheiros Eletricistas, Nélio Fleuri, um profissional pode ajudar a verificar se existe a falha. “Ela deixa de ter qualquer serventia. Você tem a falsa ilusão de estar protegido e isso não é verdade”, alerta.

“Da fiação elétrica, a gente só viu se a luz acendia, se ligava o aparelho eletrônico. O restante a gente não verificou nada”, revela a estudante Aline Sant’ana.

Há dois anos, o mercado só pode vender as novas tomadas. A partir de 1º de janeiro. Começa uma nova fase da mudança. As fábricas e o comércio só poderão produzir e vender eletrodomésticos no país com plugues de três pinos. O Inmetro é o responsável por implantar a mudança e diz que existem soluções simples para esse período de transição. “Não precisa sair trocando a instalação. Primeiro que em 80% dos casos, ele vai conectar. Somente em 20% dos casos, você pode fazer a troca e é a solução mais segura porque você introduz o terceiro pino e protege mais, mas você tem a alternativa também de usar o adaptador e com isso diminuir o transtorno”, afirma o diretor de qualidade do Inmetro, Alfredo Lobo.

Veja vídeo – CLIQUE AQUI

Comentários