PM detém nove dentro de casa com motos roubadas e usadas em assaltos na fronteira

Operação resultou na apreensão de nove pessoas que foram levadas para a delegacia.
Alexandre Lima

Uma grande operação realizada sob o comando do Major Fredson Araújo, comandante do 10º Batalhão da PM no Alto Acre, na noite deste sábado dia 5, resultou na detenção de nove pessoas, que estariam dentro de uma casa localizado ano Bairro Leonardo Barbosa.

Segundo foi informado, o núcleo de inteligência da SESP, obtiveram importantes informações onde suspeitos de praticarem assaltos na fronteira, estariam reunidos em uma casa no bairro citado.

Com apoio de várias RP’s com homens do GIRO e BOPE, a casa foi cercada enquanto todos estavam dentro. Com o chamado, alguns tentaram fugir pelas portas do fundo, mas não conseguiram escapar do cerco e foram detidos.

Motos e bicicletas apreendidas na casa que foi cercada na operação da PM.

Das nove pessoas que estavam dentro, dois são menores de 17 anos. Ao todo, foram identificados quatro homens e cinco mulheres, sendo eles; Adriana Machado Raulino (20), Fábia Machado de Castro (29), Elivânia Bento Machado (20), Lucivânia Borges da Silva (23), que estavam juntas com Leandro Bento Machado (24), Joilson Oliveira Ribeiro (29) e Bruno Freitas de Oliveira (20), vulgo ‘Pica-pau’, que tem passagens pela justiça.

Dentro da casa, foram localizadas três motos, sendo duas com placa da Bolívia e uma do Brasil, modelo Honda/Broz, principal alvo dos bandidos com a placa retirada. De imediato, foi identificada como a do assalto praticado contra um casal na noite de quinta-feira, dia 3, quando foram surpreendidos próximo ao trevo de acesso à Estrada do Pacífico.

O assalto ocorreu quando o casal foi surpreendido por seis indivíduos que estariam de moto e um deles armado de um revolver, para levar a moto e os celulares. Todos foram levados para a delegacia, juntamente com algumas bicicletas e os veículos.

As vitimas foram até a DP e reconheceram uma das motos que foi utilizada no assalto, além da felicidade de ter a sua que havia sido alugada para trabalhar na zona rural. Todos seriam ouvidos e entregue ao delegado plantonista e poderão responder pelo crime de formação de quadrilha, corrupção de menores, receptação, possível envolvimento com facções criminosas, entre outros delitos.

Segundo o Major Fredson, esse trabalho é uma resposta à sociedade e que estarão intensificando nos próximos dias, com intuito de tirar bandidos de circulação. Muitas ações irão acontecer na regional do Alto Acre, principalmente nas regiões de fronteira.

Matéria relacionada:

PM apreende grupo com armas, drogas, dinheiro e possível ligação com facção criminosa

Homem sofre acidente após furtar moto em Epitaciolândia e foge de hospital na madrugada

 

Comentários