Publicado em 21 de fevereiro de 2013

Polícia Civil de Brasiléia prende jovem de 18 anos que praticou assalto com revólver 38

Apesar da pouca idade, acusado já praticou homicídio e vários assaltos no Acre e Rondônia

Alexandre Lima

Lenilton já praticou outros homicídio e assaltos desde quando menor de idade - Foto: Alexandre Lima

Lenilton já praticou outros homicídio e assaltos desde quando menor de idade – Foto: Alexandre Lima

Se encontra preso numa das celas da delegacia de Brasiléia, o jovem Lenilton Jucar Melgar (18), acusado de praticar um assalto no último domingo, dia 17, na companhia de parceiro que foi liberado para aguardar em liberdade, após serem procurados pelos investigadores civis daquela unidade e os encontrarem após três dias.

Segundo foi apurado, a dupla tentou primeiro assaltar uma revenda de gás e água na cidade de Epitaciolândia, mas foram surpreendidos pelo segurança que fez com que desistissem do delito. Frustrados, resolveram que deveriam procurar outra vítima, desta vez na cidade de Brasiléia.

Arma usada por Lenilton, um revolver calibre 38, foi comprada por R$ 1.600 reais - foto: Alexandre Lima

Arma usada por Lenilton, um revolver calibre 38, foi comprada por R$ 1.600 reais – foto: Alexandre Lima

Poucos minutos depois, já estavam no Bairro Alberto Castro e escolheram um pequeno mercadinho, onde colocaram a proprietária sob a mira de um revolver calibre 38. A dupla levou cerca de R$ 400 reais em dinheiro, dois celulares e vários cartões e chips para celular.

Com as investigações em andamento, os agentes chegaram até Lenilton no Bairro Leonardo Barbosa e deter juntamente com ele, a arma usada para ameaçar a dona do estabelecimento. Segundo ele, a revolver foi comprado na cidade de Rio Branco por R4 1.600 reais.

Para espanto dos agentes após puxar a ficha do acusado, viram que o acusado tem várias passagens pela Justiça mesmo quando era menor de idade. Lenilton já praticou um homicídio no ano de 2008, um assalto em 2011 e cumpriu apenas, menos de quatro anos de reclusão.

Sete meses após ser solto e com a desculpa de não ter conseguido emprego, não resistiu a tentação em praticar outros delitos. O mesmo irá ser transferido para o presídio estadual na Capital, ficando a disposição da Justiça até seu julgamento.

Veja vídeo-reportagem com Almir Andrade abaixo.

Comentários

Publicidade

AcreLista.com