Prefeito de Brasiléia verifica de perto situação de Ramais e escola Rural

Comitiva comandada por Everaldo Gomes se reuniu com agricultores e afirmou reconstrução de ponte sobre o Riozinho e recuperação de Ramais durante o verão

WILIANDRO DERZE, assessoria da PMB

Condições de ramais no período de chuva está ficando crítico - Foto: Assessoria
Condições de ramais no período de chuva está ficando crítico – Foto: Assessoria

Atendendo ao pedido dos produtores da zona rural do município, o prefeito de Brasiléia Everaldo Gomes (PMDB) comandou comitiva formada pelos Secretários Clécio Gadelha, Zezinho Moraes, Reginaldo Guerra e vereadores. A agenda do prefeito começou com a visita ao Ramal 19, onde verificou o estado de uma escola abandonada pela antiga administração do município. Em seguida Everaldo participou de reuniões com oito associações de produtores da região, que pediram a melhoria de Ramais e construção de uma ponte no igarapé Riozinho.

Algumas edificações estão inapropriadas para o uso - Foto: Assessoria
Algumas edificações estão inapropriadas para o uso – Foto: Assessoria

O prefeito que é conhecido pela atenção que sempre dedicou à zona rural quando era vereador, continua demonstrando o mesmo cuidado. Logo nas primeiras horas desse último domingo, junto com a comitiva, seguiu para o Ramal 19. Ao chegar à escola rural São Francisco, o prefeito se deparou com o descaso. Toda a estrutura da escola estava comprometida, sendo que o banheiro se encontrava em estado precário de uso.

De acordo com o prefeito a escola sofreu ampliação com a construção de um refeitório. “Temos aqui uma instalação inapropriada para o seu verdadeiro fim. Somente fizeram a cobertura e mais nada. Esse é o verdadeiro estado que recebemos nossas escolas rurais”, disse o prefeito.

Seguindo pelos Ramais adjacentes do 19, como linha 11,12, 22 e outros, o prefeito se deparou com o difícil acesso, vendo de perto o estado de abandono que se encontra os Ramais.

O secretário de agricultura, Reginaldo Guerra disse que a não manutenção dos Ramais mostra a clara falta de compromisso com os agricultores que precisam escoar sua produção. “Nossa gestão é priorizar a parceria com os produtores, criar mecanismos de valorização e garantir todo o apoio logístico necessário na escoação da produção agrícola”, destacou o secretário.

Nas conversas que teve com os produtos o prefeito acertou que um trabalho paliativo será realizado para cuidar dos pontos críticos do Ramal 19, e quando chegar o verão de acordo com o planejamento da prefeitura, as ações de recuperação serão feitas.

O Secretário de Obras, Clécio Gadelha informou que a região vai ser contemplada de acordo com o planejamento que será discutido com as comunidades rurais. “Teremos o maior prazer de atender comunidades como essa do Ramal dezenove, vinte e seis, e linhas adjacentes. Nosso objetivo é poder chegar a todas as regiões do nosso município, dando condições para o escoamento da produção e trafego para as pessoas”, disse Gadelha.

 

Comentários