Prefeitura de Brasiléia realiza com sucesso a 7º Conferência de Assistência Social

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O evento tem a meta de debater o melhoramento das políticas de assistência social em conjunto com o aprimoramento dos serviços do SUS

WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

O município de Brasiléia realizou nessa quinta-feira, 8, no auditório do Centro Educacional Permanente – CEDUP, a 7º Conferência de Assistência Social. O objetivo do evento é avaliar e propor as ações desenvolvidas nos municípios, assim como analisar o que vem sendo feito. O prefeito Everaldo Gomes; secretária Municipal de Ação Social, Lindacy Franco; secretário Estadual de Assistência  Social, Antônio Torres; vereadores e convidados prestigiaram a abertura da conferência.

Os principais debates dentro da conferência ficou em volta das ações especificas de cada município, e os trabalhos que vem sendo desenvolvidos no decorrer dos anos com as políticas implementadas pelos governos Federal, Estadual e Municipal.

De acordo com o prefeito Everaldo Gomes as conferências ajudam a gestão pública a garantir as ações necessárias para as efetivas transformações que a sociedade deseja. “Devemos junto com os setores representativos da população, garantir uma melhor assistência as famílias. É nesses debates que surgem propostas e novas formas de aprimorar os trabalhos de assistência social”, destacou.

Para a secretária de Ação Social, a conferência tem a finalidade de aprimorar as políticas de assistência, fortalecendo a implantação do Sistema Único de Saúde – SUS. “Com as conferências poderemos levantar as prioridades, para que o SUS seja realmente implantados garantindo os serviços que são direitos de toda a população”, explicou.

O secretário Estadual, Antônio Torres disse que as conferências apontarão as políticas de assistência. “Todos os municípios estão realizando os debates e apresentando suas políticas públicas na área e apresentando ações que garantam os serviços do SUS”, ressaltou.

Entre os vários temas debatidos se destacou o eixo da regionalização do SUS. A meta é garantir que tenha a adaptação a cada município. Garantindo assim, o fortalecimento das políticas de assistência de cada município.

Comentários