Programa Minha Casa, Minha Vida será alvo de inquérito, informa PF

Pedido de investigação foi feito pelo ministro das Cidades ao da Justiça.
Base do inquérito é reportagem publicada no último dia 27 por ‘O Globo’.

Do G1, em Brasília

A Polícia Federal informou que abrirá nesta terça (7) um inquérito para apurar denúncias de irregularidades no programa de habitação Minha Casa Minha Vida. O pedido de abertura de inquérito foi feito no último dia 27 pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

A solicitação do ministro aconteceu no mesmo dia em que o jornal “O Globo” publicou reportagem apontando supostas fraudes no programa. Segundo o jornal, pequenas empresas subcontratadas pagariam propina para construtoras participantes do programa em municípios de até 50 mil habitantes.

A assessoria da Polícia Federal informou que, antes da instalação do inquérito, foi realizada uma investigação prévia.

Na reportagem, o jornal “O Globo” aponta que a empresa RCA Assessoria atuaria como correspondente bancária de outras sete menores instituições financeiras, autorizadas a fazer o repasse de verbas federais do programa habitacional em cidades com menos de 50 mil habitantes. De acordo com o jornal, a RCA Assessoria, composta por ex-funcionários do ministério das Cidades, nega as denúncias.

Em nota divulgada no último dia 27, o Ministério das Cidades declarou que abriu sindicância no dia 16 de abril e solicitou auditoria no programa por parte da Controladoria-Geral da União (CGU).

“A vigilância permanente é fundamental para garantir a transparência e a correção na aplicação dos recursos do programa MCMV, reconhecido internacionalmente por atender a população de baixa renda e gerar impacto positivo na economia do país”, dizia a nota.

Comentários