Projeto que propõe extinção de feriado evangélico será “engavetado” até decisão do Supremo Tribunal Federal

“O STF tem coisas mais importantes a fazer e, até lá, Jesus vai voltar e julgar os cristãos. Enquanto isso, vamos continuar comemorando o Dia do Evangélico”, destaca deputado

Foi realizado na manhã desta terça-feira (18), no auditório da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), a reunião que tratou acerca da proposta de autoria do deputado Heitor Junior (PDT) que pede a extinção do feriado estadual alusivo aos Dias do Evangélico e do Católico no Acre.

A proposta já tinha sido aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Aleac e quase entrou na pauta de votação na última quarta-feira (12), mas foi retirada após duras críticas e repúdios por parte de deputados pertencentes à bancada evangélica da Casa.

Reunião que definiu o adiamento do projeto /Foto: ContilNet

Estiveram presentes na reunião representantes das igrejas católicas e evangélicas, do Instituto Ecumênico do Acre, Associação de Ministérios Evangélicos (AME/AC), da Federação do Comércio e Associação Comercial e os deputados: Heitor Júnior, Jesus Sérgio, ambos do PDT, Gehlen Diniz (PP), Daniel Zen (PT), Jairo Carvalho (PSD) e Manoel Moraes (PSB).

Após uma série de posicionamentos contrários e outros favoráveis à proposta, o debate que prevaleceu foi de que a Aleac irá esperar o parecer do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca de um Projeto de Lei semelhante apresentado em Porto Velho (RO), cidade vizinha. A decisão do STF servirá de espelho para o debate acerca do Projeto de Lei em vigor no Acre e também quanto ao pedido de extinção dos feriados.

O deputado Jairo Carvalho (PSD) comemorou o encaminhamento e destacou que o debate foi proveitoso e conduzido com muito respeito entre os participantes. Segundo ele, “o STF tem coisas mais importantes a fazer e, até lá, Jesus vai voltar e julgar os cristãos. Enquanto isso, vamos continuar comemorando o Dia do Evangélico”, concluiu.

Da ContiNet

Comentários