Quatorze militares acusados de motim em 2011 são absolvidos por unanimidade

Deputado Rocha, na época foi preso acusado com demais colegas de farda - Foto: Divulgação
Deputado Rocha, na época foi preso acusado com demais colegas de farda – Foto: Divulgação

A Justiça acreana absolveu por insuficiência de provas os quatorze militares acusados de motim durante manifestação por melhoria salarial, em 2011. O julgamento aconteceu na manhã desta sexta-feira (6), no Fórum Barão do Rio Branco. O promotor do Ministério Público do Acre (MPE), Efrain Mendoza, pediu a absolvição dos acusados.

O voto do juiz pela absolvição dos acusado foi acompanhado pelos demais militares que julgavam o processo. De acordo com o juiz, não houve nada de que saiu do normal na ação dos acusados.

Dentre os absolvidos da acusação está o deputado e major da Polícia Miliatar do Acre (PM/AC), Wherles Rocha (PSDB). Rocha escreveu em sua página no Facebook que a decisão se trata de uma vitória pra a categoria.

“Isso é só o início da vitória”, disse.

Rocha diz, ainda, que a decisão foi justa, pois os militares estavam defedendo um direito de lutar por melhorias salariais e de condições de trabalho.

““Foi uma absolvição muito justa. É um absurdo que policiais não tivessem o direito de lutar por melhorias salariais e de condições de trabalho. A Justiça começou a ser feita. Espero que seguindo esse exemplo o mesmo entendimento sirva para o meu caso”, disse Rocha”, concluiu.

Comentários