Representante do Condiac fala sobre lixão, Colônia dos Pescadores e comunidades que passaram para Epitaciolândia

Secretário Emerson Leão vai à Câmara de Brasiléia após pedido do presidente da Casa

Alexandre Lima, com Almir Andrade

IMG_2016

O secretario do Consórcio de Desenvolvimento Intermunicipal do Alto Acre e Capixaba – CONDIAC,  Emerson Leão, esteve na Câmara Municipal de Brasiléia, após atender o convide do presidente da Casa, Mário Jorge (PSB), para falar de assuntos que vem assolando alguns moradores de comunidades localizadas nas divisas com Epitaciolândia.

Como é conhecedor de muitos, cerca de quatro seringais foram repassados para o município de Epitaciolândia, desde que o mesmo ganhou sua emancipação política e tinha que ter terras anexadas ao seu território. Sendo que 60% votam e tem famílias na cidade de Brasiléia e isto vem lhes causando problemas desde então.

IMG_2020Daí então, estarão criando uma comissão composta por moradores e políticos locais para que se desloquem até a Assembleia Estadual na Capital se reunirem com o Presidente, e consequentemente, para uma audiência pública onde poderão tratar novamente do assunto com o intuito de resgatar a área para Brasiléia.

Foi passado que, a escola existente na localidade foi feita por Brasiléia, tem um professor pago por Xapuri e tem a promessa da disponibilidade de um barco para transportar os moradores e um agente de saúde, oferecido por Epitaciolândia.

Em relação ao aterro sanitário de Brasiléia, que também recebe o lixo de Epitaciolândia, será desativado segundo Emerson Leão. Foi dito que esse assunto já vem sendo discutido a cerca de três anos mesmo com as dificuldades quando se trata de meio ambiente.

Com a emenda de quase quatro milhões de reais do senador acreano Aníbal Diniz, foi acordado que será criado três novos aterros, sendo dois de médio porte (Assis Brasil e Capixaba) e um de grande porte que irá atender Epitaciolândia, Xapuri e Brasiléia.

Na ocasião, Emerson também falou da Colônia de Pescadores que já tem verbas disponibilizada pelo Ministério da Pesca que irá beneficiar várias famílias carentes. Esse projeto do Condiac procurou a parceria e poderá ser implantada a partir do 2014.

Foi informado que o projeto foi contemplado com a construção de aproximadamente 55 casas a ser construídas no município de Brasileia e doadas aos pescadores.

Veja vídeo reportagem com Almir Andrade abaixo.

Comentários