Reunião: prefeito de Assis Brasil procura ajuda do governo do Estado

O prefeito tucano falou com os assessores governamentais sobre as dificuldades encontradas nos primeiros dias de gestão e pediu ajuda do governo do Estado.

Gina Menezes, da Agência ContilNet

Dr Betinho, prefeito de Assis Brasil, foi recebido por assessores do governador/Foto: Gina Menezes
Dr Betinho, prefeito de Assis Brasil, foi recebido por assessores do governador/Foto: Gina Menezes

O prefeito de Assis Brasil, Dr. Betinho (PSDB), havia marcado, através de um amigo, uma audiência com o governador do Estado, Tião Viana (PT), para tratar de parceria política na administração do município.

A reunião foi realizada às 10 horas desta terça-feira (22) sem a presença do governador. O prefeito foi recebido pelos assessores Carlos Alberto e Dudé Lima, responsável pelo trato institucional com os prefeitos.

Mesmo assim, o prefeito tucano apresentou suas demandas e se colocou à disposição do governo petista para realizar parcerias que contemplem os moradores de Assis Brasil.

“Precisamos ter um bom relacionamento, pois as questões de interesse da população estão acima das disputas dos partidos”, declarou.

O prefeito tucano falou com os assessores governamentais sobre as dificuldades encontradas nos primeiros dias de gestão e pediu ajuda do governo do Estado no tocante ao transporte escolar do município, o maquinário e um prédio, onde deverá funcionar a estrutura municipal.

“Não temos máquinas nem mesmo para fazer a limpeza da cidade; tudo está sucateado. Sobre os ônibus escolares, é essencial a ajuda do governo, e seria ótimo se pudéssemos usar o prédio que já foi do hospital porque sequer temos onde montar a estrutura das secretarias”, explicou.

A respeito de não ter sido recebido pelo governador  Tião Viana, o assessor Carlos Alberto afirmou que a reunião não chegou a ser marcada oficialmente.

Sobre as demandas apresentadas por Betinho, o assessor Dudé Lima afirmou que as apresentará ao governador, mas adiantou que nos primeiros 100 dias de administração, o governo do Estado não firmará convênios ou parcerias com nenhum município.

Comentários