“Samu demora até 15 horas para atender chamados em Brasileia e Epitaciolândia”, denuncia jornalista e assessor de Sebastião

Da redação com ac24horas

O alerta de Washington, como ele mesmo afirmou tem por objetivo evitar uma tragédia.Foto: arquivo
O alerta de Washington, como ele mesmo afirmou tem por objetivo evitar uma tragédia.Foto: arquivo

O jornalista Washington Aquino, amigo e assessor do governador Sebastião Viana, soltou o verbo contra o atendimento do Samu na fronteira, nas regiões de Brasileia e Epitaciolândia, durante seu programa, o Gente em Debate, na rádio Difusora Acreana, na manhã desta terça-feira, 15.

O alerta de Washington, como ele mesmo afirmou tem por objetivo evitar uma tragédia.

“Tem casos em que a pessoa, na fronteira, Brasileia e Epitaciolândia, chama o Samu, e o Samu ta demorando até 15 horas pra chegar. Quer dizer se for um caso grave o sujeito morre e quando o Samu chegar lá já ta marcada a missa de sétimo dia. Então é bom que as pessoas na fronteira que gerenciam a parte de saúde abram o olho. Porque se alguém morre na omissão de socorro ou na falta de socorro pode a família até mover um processo contra o estado, mas principalmente contra a pessoa responsável pelo serviço que não é prestado com qualidade”, completou Aquino.

Washington Aquino citou o exemplo da esposa de um amigo dele, que estava grávida e precisou de atendimento, e que foi vítima da demora do atendimento do Samu.  “Um amigo meu, cuja esposa foi ter um filho, ela começou a sentir as dores de parto às 3h da madrugada sabe que horas o Samu foi chegar? 5h da tarde! E a mulher começou a sentir dores, e o problema se arrastou… foram 14 horas de espera, 14horas. Graças a Deus não aconteceu o pior. Estou alertando antes que não aconteça uma tragédia”, alertou.

Ainda de acordo com Washington Aquino apenas uma viatura estaria atendendo os municípios de Xapuri, Brasileia e Epitaciolândia.

“Estou avisando antes que alguém morra. Depois não digam que eu não avisei!” encerra o jornalista.

 

Comentários