Secretaria Municipal de Saúde lança Plano emergencial de combate a dengue em Epitaciolândia

Foto: Wesley Cardoso/assessoria
Foto: Ana Freitas/assessoria

O Secretário Municipal de Saúde James Andrade da Silva atendendo ordem do Prefeito André Hassem convocou uma reunião nesta quinta feira dia 07 para fazer oficialmente o lançamento do Plano Emergencial de combate a Dengue no Município de Epitaciolândia, o motivo da elaboração desse plano foi o aumento do índice de ocorrência de infestação do mosquito vetor da doença.

Participaram da reunião além do Secretário e profissionais do setor de endemias, representantes do Corpo de Bombeiros, Exercito Brasileiro, Vereadores, Ministério Público, Secretários e Imprensa local, o intuito é atacar de todas as formas e intensificar os serviços de informações para que a população possa se sensibilizar e continuar com as parcerias com a secretaria de saúde informou James.

Foto: Weslwy Cardoso/Assessoria
Foto: Ana freitas/Assessoria

Segundo o Secretário já vem sendo feito um serviço em parceria com as Secretaria de Obras e Meio ambiente na remoção de entulhos e coleta de lixo para evitar possíveis criadouros do mosquito em locais com acúmulo de água, “Além disso, estamos fazendo o serviço de borrifação em todas as residências, estamos entrado nos quintais afim de aplicar inseticida adequada para combater o  Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue”.

O secretário salientou ainda que  está previsto uma grande campanha nos próximos dias envolvendo todos os setores e a comunidade em geral,  culminando com o dia “D” no próximo dia 22 de fevereiro, vamos fazer palestras dentro das escolas, pois com o início do ano letivo ganharemos fortes aliados que são nosso alunos, pois combater a dengue é um dever de todos, enfatizou o secretário.

Só para que você entenda:

Fonte: SEMUSA/EPA

O município de Epitaciolândia foi classificado pelo Ministério da Saúde entre os oito municípios do Acre como risco de epidemia de Dengue.

Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde, elabora um Plano de Ação de Combate à Dengue, objetivando o bloqueio nas áreas de riscos bem como a realização de exames nas unidades básicas de saúde, favorecendo o diagnóstico rápido.

Estão envolvidos neste Plano de Ação, todos os setores, programas da SEMUSA, bem como outros órgãos da administração pública municipal e estadual, que são parceiros no combate à Dengue.

Plano de combate a dengue em 07 de fevereiro de 2013 - Foto: Ana Freitas
Plano de combate a dengue – Foto: Ana Freitas

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

No período de janeiro a dezembro de 2012, á Coordenação de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Epitaciolândia registrou nas Unidades Básicas de Saúde 17 notificações de caso suspeita de dengue.

Vale ressaltar que a maioria dos pacientes busca atendimento direto no Hospital Raimundo Chaar, situado em Brasiléia, o qual notificou 254 casos, em quando que as notificações nas UBS foram 271 casos.

Tabela 1 – Casos de Dengue notificados e confirmados em Epitaciolândia.

ANO Notificados Confirmados Redução
2009 597 121
2010 290 67 67.4%
2011 93 08 75,8%
2012 271 08 + 74,4%

 Fonte SINAN-NET

Conforme a descrição da tabela acima, podemos observa, que houve uma redução dos casos notificados e confirmados de dengue entre os anos 2009 à 2012.

Unidades notificantes

2009

2010  

2011

2012

Centro de Saúde

14

09

01

0,0

UBS Manoel A. da Costa

79

19

07

07

UBS Jose F. Nascimento

37

10

08

03

UBS João Alves da Silva

101

42

09

02

UBS São Cristovão

02

02

02

02

UBS Nari Bela Flor

01

00

0,0

02

VE. Vigilância Epidemiológica

04

00

01

01

HCRC

359

208

59

254

José Paulo

0,0

0,0

06

0,0

Total

597

290

93

271

Fonte SINAN-NET

SITUAÇÀO ENTOMOLÓGICA   

O Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) preconiza que os municípios infestados pelo Aedes aegypti; realizem seis ciclos de visitas anuais em todos os imóveis existentes, ou seja, a cada dois meses, e os não infestados, a cada quatro meses.

No município de Epitaciolândia dos 03 ciclos trabalhados só foi concluído o 2º por falta de Agente de Vigilância em saúde (AVS). O Índice de infestação no 1º e 3º ciclo acima de 4,30 chegando a 12,14% por localidade mostra a realidade em que se encontra o Município. Infestado pelo mosquito transmissor da dengue.

Borrifação combate a dengue bairro vitória - Foto: Wesley Cardoso
Borrifação combate a dengue bairro vitória – Foto: Wesley Cardoso

Tabela 03. Dados Entomológicos IIP índice de infestação Predial por ciclo e Localidades 2012

Localidades Ciclo

Vila Militar Ciclo

0,0

0,0

0,83

Liberdade Ciclo

5,90

2,46

8,47

Centro Ciclo

7,06

2,34

5,75

Fontinele Ciclo

5,52

0,0

4,36

Vila Vitória Ciclo

2,98

1,21

4,31

Beira Rio Ciclo

 

1,04

 
Satel Ciclo

8,81

3,15

12,14

José Hassem Ciclo

2,02

10,43

Bela Vista Ciclo

 

1,57

L.dos Vales Ciclo

0,60

 
Aeroporto Ciclo

3,17

Por do Sol Ciclo

0,0

Vila Progresso Ciclo

0,0

Depósitos predominantes por ciclo foram:

Analisando os ciclos trabalhados em 2012 pode-se observar que os principais tipos de depósitos positivos para o Aedes aegypti; foram o D2. Seguido do A2 depósitos ao nível do solo caixa d’água e tanques, D1 pneus, B depósitos moveis como bebedouros de animais e outros. (Conforme gráfico acima)

Em 2012 a Coordenação de Endemias, juntamente com agentes de endemias, e apoio dos técnicos da Secretaria de Saúde do Estado realizou 03 Levantamentos de Índice Rápidos de Infestação por Aedes aegypti; (LIRAa).

Objetivo: identificar a situação de infestação no município por localidade, para garantir o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas.

 

LIRAA

Data

Índice  IIP

Índice IB

25 a 30/01/2012

6,3

6,7

07 a 10 /05/2012

5,4

5,8

15 a 18 /10/2012

4,0

6,0

 

 

Fonte: SISFAD                                                                                                 

Levantamento de índice rápido (lIRAa).

PE

Ponto Estratégico

Localidades Ativas 13 Bairros
Quarteirões Existente 236
Amostra coletada Aedes 88
Quarteirões positivos 41
Larvas Capturadas Aedes  173 Outros 124
PE Visitados 362
Positivos Aedes 26
Pendência 06 1,63%

Deposito inspecionado

A2 B C D1 D2 E Total
133 54 17 602 1635 06 3447


Tipos de inseticida utilizados para controle do vetor

Inseticida Utilizado Quantidade PE

Tipo

Consumo

Local de Aplicação

Cipermetryna

44 litros de caldo

Peri focal

Deltametryna

3, 875,00 ml calda

Peri focal

L1 Temephos

26, 510 Quilo

Focal

 

Inseticida Utilizado Quantidade Li + Tratamento

Tipo

Produto Comercial

Quarteirões Trabalhados

Cipermetryna

3418,4 ml

677

Lambdaclalotryna 5%

12003,8 ml

688

L1 Temephos

733,180  Kg

T .Focal Depósitos de Água

Veja a entrevista com Secretario James Andrade.

Link para vídeo entrevista

Borrifação combate a dengue - Foto: Wesley Cardoso
Borrifação combate a dengue – Foto: Wesley Cardoso

 

Comentários