Senador Aníbal Diniz pede agilidade na regularização de haitianos no Acre

Geraldo Magela/Agencia Senado
Geraldo Magela/Agencia Senado

O senador Aníbal Diniz (PT-AC) apelou por maior agilidade do governo federal na regularização dos haitianos que chegam pela fronteira norte do país. Ele observou que, desde o terremoto no Haiti, em 2010, o Brasil tem recebido “grandes levas de haitianos”, sendo que mais de quatro mil já passaram pelo Acre.

– Hoje, no município de Brasileia, temos outros mil haitianos que entraram de maneira irregular e estão esperando por regularização – informou.

Ele explicou que a estrutura do governo federal na região não é suficiente para permitir agilidade na regularização dessas pessoas, que ficam por longos períodos alojadas em acampamentos, enquanto aguardam pelos documentos para poder buscar trabalho em outras regiões.

– O governo do Acre tem feito o que é possível, o governador Tião Viana tem colocado o orçamento do estado a serviço do atendimento a esses haitianos, mas não é suficiente. Precisamos de uma tomada de posição do governo federal no sentido de dar assistência devida a essas pessoas, pois a entrada de haitianos continua acontecendo de maneira irregular e em número muito elevado – contou.

Aníbal Diniz fez um apelo ao Ministério das Relações Exteriores, ao Ministério da Justiça e aos órgãos de imigração, para que criem uma força tarefa para definir e implementar uma estratégia para a entrada de haitianos pelo Acre.

Enchente

Em seu pronunciamento, Aníbal Diniz cumprimentou as equipes da prefeitura de Rio Branco e do governo do estado pelo trabalho de atendimento às famílias de bairros alagados pela cheia do Rio Acre, nos últimos vinte dias.

– Deixo aqui meu reconhecimento pela dedicação e comprometimento da equipe da prefeitura de Rio Branco e governo do estado.

Agência Senado

Comentários