Sesacre promove educação em saúde com os municípios

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Departamento de  Saúde, realiza nos dias 11 e 12 de dezembro, no Hotel Loureiro, em Rio Branco, o III Seminário Estadual de Educação em Saúde e Mobilização Social, destinado aos 22 municípios acreanos.

“No seminário, os coordenadores dos núcleos de educação em saúde dos municípios irão expor seus trabalhos  durante este ano. Eles irão falar dos êxitos e dificuldades em realizar suas tarefas. isso, planejaremos as tarefas do próximo ano”, comenta a gerente do Núcleo Estadual de Educação em Saúde e Mobilização Social da Sesacre, Maria Aparecida Meneses.Durante todo o ano  realizados dois grandes encontros nas regiões do Alto e Acre, capacitando cerca de dois mil profissionais em diversos segmentos da saúde, como prevenção ao tabagismo, dengue, malária e saúde na escola. Os participantes poderão atuar nos bairros, órgãos públicos e  para auxiliar a população nos cuidados contra essas doenças.

Maria Aparecida explica que todos os anos uma  com o plano de ações é elaborada, para orientar o procedimento dos núcleos de educação em saúde de cada município. O manual aborda práticas educativas, preventivas e de mobilização social.

Para a técnica em saúde de Jordão, Josélia Alcântara, a melhor forma de prevenção às doenças é orientar a população, principalmente nos casos de combate à malária e dengue. “Recomendamos que tenham cuidado nos armazenamentos de água para evitar a proliferação do Aedes aegypti. Conversamos também com os alunos, nas escolas, sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A iniciativa gera para o Estado e o município, porque evita doenças”, enfatiza.

O que é Educação em Saúde?

A Educação em Saúde  melhorar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com ações educativas e de conscientização como formas de prevenção e promoção de saúde. Para isso, é necessário elaborar estratégias de ações educativas em parceria com diversos segmentos da  e de acordo com a realidade de cada região.

Comentários