Sobe o número de mulheres que sofrem infarto

Do total de mulheres internadas, 66% tem menos de 70 anos Littlewormy / Shutterstock
Do total de mulheres internadas, 66% tem menos de 70 anos Littlewormy / Shutterstock

Rotina semelhante à dos homens é apontada como principal causa; quantidade de internações por AVC também aumentou

Vinte e três mulheres são internadas diariamente em hospitais públicos no Estado de São Paulo em decorrência de infarto.

No ano passado, foram 8.570 casos, 34% mais do que em 2008, quando houve 6.395 internações, segundo dados divulgados ontem pela Secretaria da Saúde. Do total de mulheres internadas, 66% têm menos de 70 anos.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, na década de 50, apenas uma internação por ataque cardíaco em cada 10 no Brasil era de mulher. Hoje elas já respondem por 40% dos casos.

Os números preocupam os cardiologistas. “A mulher ainda não resolveu o problema da dupla jornada. Ocupa hoje os mesmos postos que os homens e ainda se preocupa com as atividades do lar”, afirma o diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia Carlos Alberto Machado.

Os principais fatores de risco são parecidos com os dos homens: hipertensão, o colesterol alto, diabetes, obesidade abdominal, sedentarismo e a combinação entre anticoncepcional e fumo. Esses fatores também estão ligados ao aumento no número de mulheres vítimas de AVC. Foram 20.428 internações em 2012, ante 17.789 em 2008, um aumento de 14%.

Machado recomenda que as mulheres mantenham o controle da pressão, façam exercícios físicos, além de controlar o colesterol.

A nutricionista Lara Natacci recomenda uma dieta equilibrada, com metade do prato com verduras e legumes (crus e cozidos).

Comentários