STF adia novamente decisão sobre ADI da demissão dos 11 mil servidores do Estado

Da Redação

A decisão da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que trata da demissão dos 11 mil servidores do governo do Estado contratados depois do ano de 1988 foi adiada mais uma vez pelo Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quarta-feira (27).

O STF nem chegaram a analisar a ADI dos 11 mil servidores, já que os ministros deram prioridade ao julgamento da legalidade dos planos econômicos da década de 80 e 90.

Não se sabe se ADI entra ainda entrará em pauta nesta quinta-feira ou a decisaão será remarcada novamente.

Comentários