Vereador de Xapuri fala sobre composição da Mesa: “O PT foi intransigente”

Vereador do PMDB credita ao próprio Partido dos Trabalhadores a responsabilidade por haver ficado fora da composição da Mesa Diretora da Câmara de Xapuri.

Celso Garcia, vereador mais votado de Xapuri pelo PMDB - Foto: Raimari Cardoso
Celso Garcia, vereador mais votado de Xapuri pelo PMDB – Foto: Raimari Cardoso

Segundo vereador mais bem votado nas últimas eleições, com 401 votos, o peemedebista Celso Garcia, 48 anos, o Paraná, demostra potencial para ser um dos protagonistas da próxima legislatura da Câmara de Xapuri, que se inicia no dia 5 de fevereiro.

Articulado, com boa oratória e afirmando estudar o regimento da Casa há bastante tempo, o paranaense de Congonhinhas promete cumprir com o seu papel sem “dizer amém” àquilo com o que não concordar, mesmo que parta do prefeito que ajudou a eleger.

Celso Paraná esteve na Rádio Educadora 6 de Agosto na manhã desta quarta-feira (9), onde concedeu entrevista de 20 minutos a este blogueiro. Agradeceu às quatro centenas de votos recebidos e falou sobre as suas expectativas para os próximos 4 anos.

O vereador afirmou que sua eleição não lhe causou grande surpresa em razão do trabalho que diz vir desempenhando junto à população da cidade e do interior desde que retornou para Xapuri no ano 2000, depois de ter vivido aqui de 1984 a 1988.

“Espero agora retribuir esse apoio contribuindo da melhor maneira possível com o município. sou muito grato a quem depositou em mim toda essa confiança, mas não pretendo ficar só nos agradecimentos; tenho que trabalhar, pois quero transformar esses 4 anos e 8”, disse ele.

Sobre a polêmica eleição da mesa diretora da Câmara, que resultou na monopolização de todos os cargos pelos partidos alinhados com o prefeito Marcinho Miranda, Celso Paraná afirmou que o PT ficou fora da composição por conta de sua própria intransigência.

Ele explicou que os partidos que compõem a base de apoio a Marcinho tentaram fechar um acordo com os demais para que a mesa diretora tivesse composição mista, mas que o PT não aceitou dialogar porque pretendia ocupar todos os cargos imaginando que contaria com o apoio do vereador Gessi Capelão, do PSB, o que não se confirmou.

“A razão de o PT ter ficado fora da mesa diretora foi pura intransigência de alguns de seus vereadores. A intenção deles era dominar o comando político da Casa e formar maioria na oposição para atravancar a administração do Marcinho”, afirmou.

A respeito do início da nova gestão municipal, o vereador, que foi eleito segundo secretário da Câmara, disse que agora a “ficha está caindo” para a dificuldade que é assumir uma prefeitura cheia de problemas entre os quais a falta de orçamento é a pior.

De mangas arregaçadas na ajuda ao novo prefeito para organizar a cidade para a Festa de São Sebastião, afirmou que neste ano a estrutura ficará devendo uma melhor qualidade, mas garantiu que em 2014 Xapuri terá a melhor festa da história do município.

Que o santo padroeiro diga amém.

Fonte: Blog Xapuri Agora!

Comentários