Vereador Joelso Pontes tem liberdade concedida com limitações até julgamento

 

Vereador Joelso (PP)
Alexandre Lima, com Fernando Oliveira

O juiz da Comarca de Brasiléia, Dr Clovis Lodi, através de suas atribuições, concedeu a liberdade ao vereador Joelso Pontes no final do dia desta terça-feira, dia 10, por volta das 17h30, até transitado e julgado o caso onde o edil e mais cinco, foram presos na operação Labor, sendo o segundo a ser agraciado depois do ex-secretário Jackson Aroldo.

As informações repassadas pelo jornalista Fernando Oliveira em sua página social e por telefone, diz que o edil teve que pagar fiança no valor de R$ 15 mil reais, mas, deverá seguir restrições de liberdade no horário noturno, tendo que ficar em casa a partir das 19 horas, com exceção ao trabalho ou ir à igreja, devendo ser informado em juízo com antecedência, além do comparecimento mensal para justificar suas atividades.

Joelso estará proibido de manter contato com partes envolvidas no processo e justificar sua ausência da Comarca caso seja necessários mais de 15 dias. Na última, o vereador deverá ficar fora das atividades parlamentar e o salário, além de exercer cargo público, com exceção ao cargo que já exerce.

Os ex-prefeitos Aldemir Lopes, Everaldo Gomes, tiveram suas liberdades negadas e os que ainda aguardam, seria o ex-secretário Josué Wiliam Andrade Mendes e o ex-vereador Marivaldo Oliveira.

Mais informações a qualquer momento.

Comentários