Vereadores de Brasileia se reúnem para tratar questão imobiliária no município

DSC_0355

Assessoria CMB

Atendendo a pedido da vereadora Erizete Lima PT, o Presidente da Câmara Municipal de Brasiléia Mário Jorge, reuniu-se ao final da sessão ordinária desta terca-feira 11, com proprietários de loteamentos e representante Imobiliário para tratar de alguns questionamentos relacionados a supervalorização de terrenos no município.

Inicialmente cada vereador colocou sua preocupação diante dos problemas. O vereador Carlinhos do Pelado lembrou que a legislação diz que cabe às imobiliárias no ato da demarcação de lotes para serem postos à venda, oferecer os serviços básicos de infra-estrutura, o que encarece os terrenos.

Para a vereadora Erizete que tem levantado os questionamentos sobre o valor de terras no município, é difícil entender que mesmo diante dos benefícios feitos nos bairros por parte do poder público, que era para ser oferecido pela imobiliária, os valores dos lotes continuem tão altos.

DSC_0354

Outro problema pautado na reunião se refere a falta de devolução do valor pago a imobiliária, quando um comprador deixa de pagar todas as parcelas, e que perde o lote e perdendo o que já pagou.

O senhor Catulo Campos proprietário da Imobiliária Campos imóveis diz que está difícil continuar no ramo imobiliário. “Nós temos que pagar toda estrutura básica para funcionamento de um loteamento, como água, luz e saneamento básico, e isso encarece demais o valor dos terrenos, se houvesse parceria isso cairia pela metade do preço. Um terreno hoje medindo 12 x 30 chega a sair por 30 a 35 mil reais, nossa população é carente”, disse ele.

Além do proprietário da Campos Imóveis, também esteve presente, os proprietários de áreas de terras em Brasiléia, Hilda Rabelo de Assis e  Nenen Pedrosa. Ao final o presidente Mario Jorge em comum acordo com todos encaminhou que os problemas precisam serem discutido em uma nova data, com outros setores do  Governo do Estado, Prefeitura e Ministério Publico.

DSC_0343

 

Comentários