Durante uma cerimônia na manhã desta terça-feira, dia 16, que contou com a presença do comandante geral do Polícia Militar do Acre, Coronel Mário César, juntamente com o Comandante do 10º Batalhão do Alto Acre, Major Fredson Araújo, prefeito de Epitaciolândia, senhor Tião Flores e da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, além de representantes do Exército Brasileiro, Bombeiros e demais convidados presentes.

Comandante Geral da PM no Acre, Coronel Mário César, esteve na solenidade de entrega.

A atividade tinha como meta, a entrega de novas viaturas modelo motocicletas e equipamentos de proteção aos policiais que fazem parte da equipe de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas – RAIO, além de outros para o combate ao ilícito na região de fronteira do Acre.

Ambos os gestores municipais deram o destaque em suas falas, da importância de ser ter uma polícia equipada para combater o crime em suas cidades, parabenizando o alto comando e o governo, na pessoa do governador Gladson Cameli e do vice, Major Rocha, pela iniciativa para a regional do Alto Acre.

“Apesar das dificuldades que o Acre vem passando, temos que agradecer o governador Gladson Cameli e o do vice, Major Rocha, por estar dando prioridade à Segurança Pública e hoje estamos entregando nesta data, equipamentos tanto na Capital, quanto no interior. Estamos reforçando o grupo Raio que tanto contribui para o cidadão acreano com a rapidez de sua atuação e estamos fortalecendo com a entrega desses veículos e equipamentos de proteção individual”, destacou o comandante da Polícia Militar do Acre, coronel Mário César.

Sobre o fortalecimento de novos policiais na região de fronteira, coronel Mário César destacou que a partir do mês de maio após a conclusão do curso de formação de soldados que vem acontecendo em vários municípios, o efetivo será aumentado.

Na ocasião, alguns militares que atuam na região de fronteira, foram agraciados com um certificado da Corporação, onde se destacou no trabalho realizado no combate ao crime e pela condição de exemplo para os demais no primeiro trimestre deste ano de 2019.

Comentários