Manifesto em Xapuri – Repondo a verdade

Manifestação em frente ao prédio da Secretaria de Educação promovido por professoras da rede Estadual, se utilizaram de menores para agredir o secretário de Educação – Foto: Blog Altino Machado A Prefeitura de Xapuri, através da Secretaria Municipal de Educação, no seu dever de repor...

0
Manifestação em frente ao prédio da Secretaria de Educação promovido por professoras da rede Estadual, se utilizaram de menores para agredir o secretário de Educação - Foto: Blog Altino Machado
Manifestação em frente ao prédio da Secretaria de Educação promovido por professoras da rede Estadual, se utilizaram de menores para agredir o secretário de Educação – Foto: Blog Altino Machado

A Prefeitura de Xapuri, através da Secretaria Municipal de Educação, no seu dever de repor a verdade à luz das informações divulgadas pelos meios de comunicação do Estado do Acre, vem esclarecer de forma responsável, que são mentirosas e equivocadas as informações acerca da falta de merenda escolar nos  Estabelecimentos de Xapuri.

A priori devemos aduzir que de forma leviana e politiqueira, pessoas que deveriam prezar pela verdade e pelo compromisso com a educação, vem tentando  denegrir a imagem da atual Gestão que tem obtido avanços visíveis na educação municipal, como construção de escolas, contratação de professores efetivos, recuperação de espaços de aprendizagem, entre outros…

No que se refere a matéria “Alunos passam fome nas escolas de Xapuri”,  deve-se compreender que além de  configurar como uma inverdade sensacionalista, tal informação prestada de forma irresponsável, e mentirosa é na verdade ato de politicagem, costumeiramente utilizado por pessoas que não possuem compromisso com a verdade e com a coisa pública, no nosso município.

É bom frisarmos que jamais deixamos de oferecer Alimentação Escolar, para quaisquer que seja instituição educacional do município sejam elas da rede Estadual e/ou Municipal, entretanto devemos pontuar algumas questões que não foram elencadas nas informações prestadas:

  1. Que os valores repassados pelo FNDE para custear a merenda escolar por alunos é de R$ 0,30 (trinta centavos) por aluno/dia matriculados no Ensino fundamental, médio e educação de jovens e adultos e de  R$ 0,50 para as crianças da Pré-Escola;
  2.  O Município de Xapuri, assim como os demais são obrigados a fazerem uma complementação desse valor, que na verdade se consubstancia como parte maior do custo da  alimentação;
  3. Inicialmente a contrapartida do Município seria necessária somente para os poucos mais de 1500 (mil e quinhentos) alunos da rede municipal de ensino, entretanto com a municipalização acordada no inicio do ano letivo de 2013, os mais de 3.500 (três mil e quinhentos) alunos da rede estadual também deveriam ser atendidos pelo Município, sem que o Estado fizesse a contrapartida necessária, assim como ocorre em município “apadrinhados” pela atual Gestão do Estado.
  4. Mesmo com as dificuldades financeiras, as mais adversas condições climáticas de inicio de ano, da logística complicadíssima, a municipalidade procurou atender todas as escolas sem distinção, de responsabilidade municipal ou estadual;
  5. A Coordenação de Merenda escolar através do seu setor de distribuição, está localizada no centro da cidade e aberta em horário comercial, de segunda a sábado, e todas as pessoas que ali procuram informações, ou a entrega de merenda, foram sempre bem recebidas e atendidas;
  6. A qualidade da merenda distribuída nas escolas de Xapuri, são de altíssima qualidade, inclusive com produtos conceituados no mercado, como manteiga cabeça de touro, bolachas cream cracker, Nestlé, Liane, arroz
  7. Tio Urbano e Brilhante, feijão Tia Eliza entre outras.
  8. Que estranha o fato da manifestação, sobre merenda ocorrer, quando o processo de municipalização, já estava em procedimento de cancelamento, restando exatos 02 (dois) dias para o Estado reassumir.
  9. E estranha que após o tumulto na frente da Secretaria Municipal, a equipe responsável pelo incentivo de crianças praticarem atos de desrespeito, foram “bater papo” com representantes do Estado, o que denota a cumplicidade e o ato armado para palco político;

A atual Gestão possui compromisso, com as pessoas que também possuem o compromisso com o bem comum, entretanto com pessoas levianas que articulam, tramam, utilizam da forma mais baixa da representatividade social que lhes são confiadas, para mascarar a verdade, não podemos dignar-lhes  respeito.

A respeito do Gestor da Secretaria Municipal de Educação, não ter atendido as “reivindicações”e ter “fechado as portas”, é bom esclarecermos, que de forma irresponsável a Gestora da Escola Estadual Plácido de Castro, Prof.ª Eucilene dos Santos Alves, juntamente com as Profªs. Miriam Mendonça de Souza e Maria Zuila Facundo utilizou-se de crianças, sem consentimento dos pais, incentivando-as a cometerem atos de vandalismos contra a  sede da Secretaria Municipal de Educação,  que foi alvo inclusive de pedras… Durante a chegada das crianças ao prédio da SEMED o Prof. Joscíres Ângelo, foi recebê-los e por diversas vezes durante os poucos mais de 5 (cinco) minutos de ato, tentou conversar, sendo recebido de forma hostil pelas “educadoras” que incentivavam as crianças a aplicar-lhe vaias e jogarem papel,  jamais permitiremos que comportamentos como esse sejam  estimulados na educação de Xapuri.

Gostaríamos de colocar nesse ato, à disposição da sociedade xapuriense todos os arquivos de recebimento e distribuição de Merenda, para que possam verificar a comprovação da distribuição, e de que informações infundadas e construídas em comitês políticos e representações partidárias, não podem ser mais toleradas, quando afetam principalmente, as pessoas de bem de Xapuri.

Aproveitamos para, de uma vez por todas, afirmar nosso compromisso com a educação municipal e de que esta gestão não levanta bandeiras de cores partidárias, mas sim uma bandeira do compromisso educacional.

Prof. Joscíres de Oliveira Ângelo

Sec. Municipal de Educação de Xapuri

Matéria relacionada:

Alunos passam fome nas escolas de Xapuri

Comentários

Assuntos desta notícia