Acre é o quarto estado que mais cobra impostos de micro

Um estudo elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) classificou  – Mato Grosso, Bahia, Amazonas, Acre e Piauí –...

Um estudo elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) classificou  – Mato Grosso, Bahia, Amazonas, Acre e Piauí – estados que mais cobram impostos das empresas enquadradas no Simples Nacional (Micro e Pequenas empresas).

A carga tributária sobre os empresários que optaram pelo sistema nas 26 unidades Brasileiras mais o Distrito Federal, foi objeto de estudo das instituições que publicaram o resultado nessa semana.

Segundo o estudo o Paraná é o melhor estado para instalação e operação de micro ou pequenas empresas. O estudo apontou ainda que os melhores ambientes, depois do Paraná, o Rio de Janeiro (5,3%), Rio Grande do Sul (5,32%) e Goiás (5,48%).

O Mato Grosso fica em último lugar, a média de tributos é de 8,62% do faturamento das empresas.  O Acre ficou em quarto com (7,55%).

A pesquisa incita que uma das saídas para tirar o Estado dessa lista é a isenção de impostos de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para as empresas com faturamentos até R$ 540 mil em 1 ano e redução  das alíquotas do ICMS para aquelas com receita bruta até R$ 540 mil. A ação  foi adotada pelo Estado do Paraná, que lidera a lista do melhor unidade da federação para instalação do simples nacional.

Comentários