Conecte-se conosco

Flash

Acre endurecerá fiscalização de restrições no fim de semana podendo resultar em prisões e multas

Publicado

em

Diante do colapso na rede pública de saúde, as autoridades estaduais e municipais devem endurecer as fiscalizações nos fins de semana para conter a propagação do coronavírus. O governador Gladson Cameli deve participar de uma audioconferência com todos os prefeitos para garantir o cumprimento do lockdown nos 22 municípios acreanos, principalmente na capital, onde existe resistência de alguns setores econômicos que discordam do isolamento social. “Diversos estabelecimentos comerciais foram notificados e alguns autuados no último fim de semana”, revelou o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp), coronel Paulo Cezar dos Santos. A Justiça também cassou liminares que autorizavam funcionamento de mercados em Epitaciolândia.

O secretário admitiu que órgãos de fiscalização vão endurecer as restrições nas próximas semanas. Antecipou que já começaram a aplicar multas em quem não utiliza máscara de proteção, conforme determina os Decretos nº 8.147 e 8.148 de 2021. Foram requisitadas pelas Forças Policiais 13 viaturas que estão sendo usadas no trabalho de fiscalização, em equipes distribuídas nas três regionais de segurança pública, como medida de facilitar o trabalho de apoio dos efetivos policiais.

Durante a ação deflagrada no último fim de semana, segundo o coronel Paulo Cezar, foram geradas 383 ocorrências de desobediência e, só em uma regional chegaram a 277 ocorrências, enquanto na outra regional foram quase 106 ocorrências. De acordo com o relatório, as equipes de plantão vistoriaram 148 estabelecimentos comerciais e expediram 48 notificações, em uma regional e em outra, as 73 vistorias expediram sete autuações e sete notificações.

As pessoas que forem encontradas nos parques e espaços públicos nesse próximo fim de semana, sem máscara, serão multas com base na Lei n° 3.647/2021, no valor de R$ 74,00. Em seguida, esses infratores serão convidados a se retirarem do local por descumprimento do Decreto, e quem persistir em descumprir a recomendação dos órgãos fiscalizadores, será conduzido coercitivamente até a Delegacia de Polícia (DP) mais próxima do local da ocorrência, para que possa responder pelo crime de desobediência.

As equipes de fiscalização são compostas por representantes da Vigilância Sanitária (estadual e municipal), da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), soldados da Polícia Militar do Acre (PMAC) e agentes da Polícia Civil (PC). Os donos de estabelecimentos comerciais que forem flagrados com as portas abertas nos dias de Lockdawn poderão ser punidos com advertência e quem insistir no descumprimento do Decreto Estadual pode ter o alvará de funcionamento suspenso.

Com o Lockdawn em vigor nos municípios acreanos, as igrejas, os restaurantes, lanchonetes, academias, supermercados, bares, distribuidoras, redes de supermercados, atacadistas e varejistas poderão funcionar até às 22 horas durante a semana, mas estão impedidas de abrir as portas nos fins de semana e feriados. Os postos de combustíveis só podem abrir nos sábados no horário das 7 às 10 horas para abastecer carros oficiais. Apenas farmácias, hospitais (públicos e privados), laboratórios de análises clínicas e funerárias terão permitidas o funcionamento nos fins de semanas e feriados.

Comentários

Acre

No Acre, número de pessoas desaparecidas aumenta em mais de 40% em 2021

Publicado

em

O número de registros de desaparecimento no estado do Acre aumentou 42,1% em 2021 na comparação com o ano passado. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na última semana. 

Em números, em 2020 foram 229 registros de pessoas desaparecidas no Acre, dentre elas apenas 34 foram localizadas, segundo os dados. Já em 2021, o número subiu para 330 registros e 25 encontradas. 

A taxa de pessoas desaparecidas em 2020, para cada 100 mil habitantes é de 25,6 e em 2021, é de 63,4. Na variação em comparação ao ano anterior, o Acre está abaixo do Pará com 146,6%, Rio Grande do Norte com 120,8% e Tocantins com 67,2%.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o monitoramento das estatísticas de desaparecimentos é feito com base nas informações fornecidas pelos Boletins de Ocorrências das Polícias Civis dos estados. 

“Nos últimos cinco anos, ao menos 369.737 registros de pessoas desaparecidas foram feitos no Brasil, média de 203 casos diários. Os números não correspondem, no entanto, ao total de pessoas desaparecidas: uma pessoa pode ter mais de um registro de desaparecimento, feito por diferentes familiares, assim como em um boletim de ocorrência pode constar mais de uma pessoa desaparecida”, diz o Anuário.

Comentários

Continue lendo

Flash

Acre registra 162 novos casos de Covid-19 neste domingo

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 162 novos casos de coronavírus neste domingo, 3, de julho. O número de infectados é de 127. 066 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 332.831 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.740 casos foram descartados e 25 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen).

Pelo menos 123.159 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 6 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Nenhum óbito foi notificado neste domingo, 3, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.004 em todo o estado.

Comentários

Continue lendo

Flash

PM diz que realizou mais de 5,2 mil operações no 1º semestre de 2022 no Acre

Publicado

em

A Polícia Militar do Acre divulgou neste sábado (2) o balanço de ações do primeiro semestre de 2022. De janeiro a junho foram 5.277 operações, ou cerca de 30 ao dia no período. Foram conduzidas 3.317 pessoas às delegacias do Acre e cumpridos 230 mandados de prisão.

Ao menos 487 armas foram apreendidas em seis meses e 364 veículos recuperados.

Segundo o informe do Comando Geral da PM, o tráfico sofreu relevante abalo com 1.135 apreensões de droga. Foram realizadas 112.761 abordagens.

Além das ações de rotina, as grandes operações foram intensificadas. Neste fim de semana, por exemplo, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) deu início à Operação Bioma, que visa realizar ações preventivas e repressivas aos ilícitos ambientais em diversos municípios do Estado, com foco no desmatamento ilegal.

Comentários

Continue lendo

Em alta