A preocupação com os casos de gripe no Acre se intensifica no mês de abril com o lançamento da campanha de vacinação. Com início marcado para o dia 18 deste mês, a campanha será antecipada na capital acreana por conta dos casos já registrados. 

A nível nacional, a campanha tem início no dia 23 e pretende atingir 90% do público alvo, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde. Após a campanha, com vacina em estoque, a campanha será aberta para a população em geral.

No Acre,  a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) também quer vacinar ao menos 90% de cerca de 83 mil pessoas que atendem o perfil do público-alvo: crianças de 6 meses a 5 anos; pessoas com mais de 60 anos; gestantes; mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias; profissionais da saúde; professores da rede pública e particular; portadores de doenças crônicas.

SEIS MORTES EM 2018

De acordo com boletim apresentado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), no período entre 1º de janeiro e 1º de abril de 2017, cerca de 257 amostras de pacientes foram coletadas em cinco unidades de saúde. Todas foram processadas, e do total, 23 casos foram confirmados com o vírus da influenza, com quatro mortes registradas.

No mesmo período deste ano, ou seja, entre janeiro e abril, 154 amostras foram coletadas em cinco unidades de Rio Branco. Destas, 64 foram processadas e 34 casos foram confirmados, com seis mortes registradas – duas a mais do que o número no mesmo período do ano passado.

ATINGINDO METAS

Eliane Costa, gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Sesacre, associa o aumento de casos de influenza à baixa meta de vacinação contra a gripe em 2017, onde ficou registrado um índice de 76% – índice abaixo do esperado.

“Muitas pessoas estão suscetíveis a se contaminar e adoecer. Com o período chuvoso e invernoso, a tendência é de aumento em uma população que não foi imunizada. Estaremos monitorando para prestar apoio às estratégias municipais”, destacou a profissional.

VACINA PARTICULAR

Além da campanha de vacinação, a dose contra influenza também se encontra disponível em consultórios particulares da Capital acreana.

TIPOS DE VÍRUS

Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais. O vírus influenza A é o responsável pelas grandes pandemias. Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos de acordo com as proteínas de superfície, hemaglutinina (HA ou H) e neuraminidase (NA ou N). Dentre os subtipos de vírus influenza A, atualmente os subtipos A(H1N1)pdm09 e A(H3N2) circulam de maneira sazonal e infectam humanos. Alguns vírus influenza A de origem animal também podem infectar humanos causando doença grave, como os vírus A(H5N1), A(H7N9), A(H10N8), A(H3N2v), A(H1N2v) e outros.

SINTOMAS

A gripe começa em geral com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios como a tosse ficam mais evidentes com a progressão da doença e se mantêm em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar. Devido aos sintomas em comum, pode ser confundida com outras viroses respiratórias causadoras de resfriado.

COMO EVITAR

Para evitar a gripe e a sua transmissão, deve-se fazer uso de medidas como:

– higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente após tossir ou espirrar e depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz;

– evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas, como corrimãos, bancos, maçanetas etc;

– manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física;

– pessoas com síndrome gripal devem evitar contato direto com outras pessoas, abstendo-se de suas atividades de trabalho, estudo, sociais ou aglomerações e ambientes coletivos.

Com informações do site O Globo

Comentários