Conecte-se conosco

Cotidiano

Acre retoma aulas presenciais na rede pública em setembro com ensino híbrido

Escolas da rede pública de ensino do estado vão iniciar o segundo semestre, no dia 8 de setembro, com parte das turmas nas salas de aula e o restante de forma online.

Publicado

em

Acre retoma aulas presenciais na rede pública em setembro com ensino híbrido – Foto: Marcus José

 Por Iryá Rodrigues

A Secretaria de Educação do Acre (SEE) confirmou a volta das aulas presenciais nas escolas da rede pública de ensino do estado com modelo de ensino híbrido – com aulas presenciais e remotas. A retomada está prevista para o dia 8 de setembro, com o início do segundo semestre do ano letivo 2021.

Segundo Secretaria de Educação do Acre (SEE) não há previsão de quando as aulas voltarão a ser 100% presenciais.

A retomada, mesmo que híbrida, vai ser feita de forma gradual. Iniciando pelas chamadas “séries de transição”, como por exemplo, o 1º ano, o 5º ano e o 9º ano do ensino fundamental e o 3º ano do ensino médio.

A quantidade de alunos em cada sala, vai depender da bandeira que o estado estiver na classificação de risco da pandemia. Por exemplo, na bandeira amarela, como estão classificadas todas as três regionais do estado atualmente, o percentual é de 50% da capacidade das escolas para receber alunos.

O ano letivo 2021 começou com um atraso de mais de um mês na maioria das escolas da rede pública do Acre, devido à greve dos trabalhadores da Educação. As aulas estão sendo de forma remota.

Calendário

No caso das escolas de ensino médio ou de ensino integral, que têm a carga horária de 5h ou 7h diária, respectivamente, o ano letivo 2021 deve ser concluído no dia 23 de dezembro.

Já as escolas de nível fundamental, onde a carga horária diária é de 4h, o ano letivo deve ser concluído somente no dia 3 de fevereiro.

Ainda segundo a SEE, continua valendo o sistema de 800 horas/aula no lugar de 200 dias letivos, que foi flexibilizado por conta da pandemia. O novo calendário específico para as escolas que aderiram à paralisação vai trazer a previsão de conclusão do ano letivo para essas instituições.

Condições para retomada presencial

A Em novembro do ano passado, o governo do Acre publicou o decreto Nº 7.225 que trata sobre o retorno das aulas presenciais em instituições públicas e privadas de ensino do estado. A previsão era de que fosse possível iniciar ainda no ano passado, mas com o avanço da pandemia, a gestão voltou atrás. Este ano, a SEE voltou a divulgar o retorno das aulas presenciais a partir de março, mas também não foi para frente.

Logo após o decreto governamental que autorizou o retorno das aulas presenciais, em novembro do ano passado, ao menos 16 escolas voltaram com a modalidade de ensino híbrido e as demais permaneceram com o ensino à distância. Atualmente, a maioria das escolas está com ensino híbrido, segundo o sindicato.

A autorização para a retomada se aplica para as regionais que estão classificadas nos níveis de alerta, representado pela bandeira laranja; de atenção, na bandeira amarela; ou de cuidado, pela cor verde. Para o retorno, as instituições devem ainda cumprir com os protocolos sanitários dispostos no decreto.

  • As instituições devem definir calendário alternado em dias ou turnos, para atendimento presencial dos estudantes, em grupos, respeitado o distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras e definir capacidade máxima por sala de aula.
  • Além de manter os estudantes e professores em pequenos grupos fixos que não se misturem e escalonar os intervalos, uso dos banheiros, horário de merenda, início e término das aulas.
  • As escolas e faculdades devem ainda ter profissionais capacitados em treinamento ofertado pelas vigilâncias sanitárias municipais, com apoio da Vigilância em Saúde Estadual, para implantação dos protocolos sanitários nos estabelecimentos
  • Cada unidade de ensino deve ainda criar um comitê escolar com a função de promover ações de divulgação e fiscalização do protocolo sanitário.

Aulas remotas

As aulas presenciais foram suspensas no dia 17 de março, na semana em que o Acre confirmou os três primeiros casos de Covid-19. Desde então, os alunos têm acesso ao conteúdo escolar pela internet por videoaula, pelo rádio com audioaulas, pela televisão e também com o material impresso disponibilizado nas escolas.

Em 2020, em meio à pandemia, os alunos da rede pública estadual concluíram os bimestres, também por meio do ensino remoto. Em fevereiro deste ano, a SEE chegou a divulgar um calendário do retorno das aulas com sistema híbrido – aulas presenciais e remotas. A ideia era começar as aulas presenciais já em março deste ano.

Contudo, os casos de Covid-19 aumentaram e Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 colocou todo o estado na bandeira de emergência, e suspendeu as atividades não essenciais.

A Educação continua com o programa Escola em Casa, que trabalha com o material impresso, audioaulas transmitidas pela TV e também pela Rádio Difusora e Aldeia Acreana, e videoaulas transmitidas pela Amazon Sat, além de disponibilização do acervo escola na Plataforma Educ Acre.

Maioria das instituições particulares iniciou as aulas de 2021 ainda em janeiro – Foto: Arquivo pessoal

Escolas particulares

Diferente das escolas públicas, a maioria das instituições particulares iniciou as aulas de 2021 ainda em janeiro, e outras em fevereiro, e estão na fase de conclusão do primeiro semestre.

Segundo o Sindicato das Escolas Particulares, a previsão é que o primeiro semestre encerre no próximo dia 9 de julho e que o segundo semestre inicie no dia 2 de agosto.

Todas as escolas sindicalizadas estão com ensino híbrido (aula remota e presencial) e seguindo o que determina o decreto governamental, com capacidade limitada de até 50% dos alunos, por conta da bandeira amarela.

Para o retorno presencial, as escolas tiveram que passar por uma adaptação. Os profissionais passaram por treinamento ofertado pelas vigilâncias sanitárias municipais e estadual e os pais foram consultados sobre qual modalidade os filhos adotariam, se presencial ou remota. Cada instituição teve ainda que instituir um comitê para elaboração do planejamento de retomada e o documento precisou ser entregue aos Conselhos Municipais de Educação e ao Conselho Estadual de Educação.

Comentários

Cotidiano

Advogado é preso ao acusar delegado de comprar droga

Publicado

em

A delegacia de polícia de Sena Madureira foi palco de uma ocorrência nada inusitada nesta sexta-feira, 26. O advogado Arthur Braña foi preso ao afirmar para o delegado Marcos Frank compra drogas de seus clientes e depois mandava os prender. O advogado também acusou o delegado de bater em mulheres.

Um vídeo registrou o momento das acusações do advogado e o momento em que o delegado faz as acusações. “Compra droga dos meus clientes e depois prende os caras. Que porra é essa?”, diz Braña.

O delegado deu voz de prisão e arbitrou uma fiança estimada em 2 mil reais, que Braña se negou a pagar. A reportagem não conseguiu contato com o advogado.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Segundo dia de aplicação do Enem é amanhã

Publicado

em

É recomendado que se leve o Cartão de Confirmação da Inscrição

O primeiro dia de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),na Universidade UNIP em Brasília

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão amanhã (28) as provas de matemática e ciências da natureza. As provas serão aplicadas tanto para os candidatos inscritos na versão impressa quanto na versão digital do exame. As questões serão iguais nas duas modalidades.

Assim como na prova do último domingo (21), é obrigatório o uso de máscara de proteção facial. O documento de identidade e a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente também são itens obrigatórios na prova. No Enem digital, as respostas são dadas no computador, mas os participantes recebem uma folha de rascunho para fazer os cálculos à mão, por isso, a caneta é também necessária.

No primeiro dia de Enem, os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Ao todo, 74% dos 3,1 milhões de inscritos compareceram ao exame.

O Enem impresso é realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios.

Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.

O que é preciso saber

O Enem 2021 tem regras especiais por conta da pandemia. O uso de máscara facial é obrigatório nos locais de aplicação. Participantes que estiverem com covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato.

No dia da prova, além da máscara de proteção facial, é obrigatório levar documento de identificação original, com foto. Não são aceitos documentos digitais. Entre as identificações aceitas estão a Carteira de Identidade (CNH), o passaporte e a Carteira de Trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997.

Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. Ela é necessária para preencher o cartão de respostas no Enem impresso. No Enem digital, ela poderá ser usada para fazer anotações na folha de rascunho. Não é permitido o uso de lápis ou borracha.

É recomendado ainda que os participantes levem lanche e água, já que a prova tem uma duração longa.

Também é recomendado que se leve no dia do exame o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante.

Caso necessite comprovar que participou do exame, o estudante pode, também, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Agenda_Enem_2021_segundo_dia

Agenda_Enem_2021_segundo_dia – Arte/Agência Brasil

Segundo dia de prova

No segundo dia de prova, os participantes resolverão questões de matemática e de ciência da natureza. As provas possuem 45 questões cada. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Não é permitido entrar após o fechamento dos portões. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e terminam às 18h30. O horário é o de Brasília.

O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Questões do Enem

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2020. No sistema da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. Confira aqui mais detalhes da cobertura da EBC do Enem 2021.

Enem 2021 - O que levar e o que não levar

Enem 2021 – O que levar e o que não levar – Arte/Agência Brasil

 

Acompanhe a cobertura sobre o Enem 2021:

Enem 2021

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Em solenidade, Corpo de Bombeiros homenageia mais de 50 militares pela passagem para reserva remunerada

Publicado

em

O Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar, localizado no bairro Morada do Sol, em Rio Branco, foi palco de mais uma solenidade na tarde desta sexta-feira, 26, para entrega de medalhas e homenagens aos reservista veteranos da corporação, pelos anos de serviço dedicados à população acreana.

Governador fez a tradicional passagem para o reconhecimento de tropa. Foto: Diego Gurgel/Secom

Participaram da solenidade, o governador Gladson Cameli, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista, o chefe da Casa Militar, coronel Amarildo Martins, e representando a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o coronel Ulisses Araújo,  além dos mais de 50 militares homenageados que passaram para a reserva remunerada entre os anos de 2020 e 2021.

A eles, foram concedidas as medalhas do Reservista Bombeiro Militar Sargento Antônio José dos Santos, como forma de materializar a gratidão da instituição e reconhecer os serviços prestados ao longo dos 30 anos dedicados ao desempenho de suas atribuições.

“Após quase dois anos sem realizar tais eventos, por conta da pandemia, não podíamos deixar de homenagear e reconhecer os esforços dos combatentes que muito fizeram pelo nosso estado. Se hoje o Corpo de Bombeiros do Acre é o que se tornou, foi graças ao empenho de todos vocês. Aproveitem o merecido descanso e muito obrigado pelos serviços prestados”, disse o governador.

Mais de 50 militares foram homenageados com a medalha do Reservista. Foto: Diego Gurgel/Secom

A passagem para a reserva remunerada é um dos atos mais esperados pelo profissional de carreira militar. Ela representa um mix de alegria pelo sentimento de dever cumprido, mas também é quando bate a saudade da rotina, das histórias em ocorrências diárias, dos amigos e companheiros de caserna. O comandante-geral, coronel Carlos Batista, também agradeceu o empenho dos servidores destacando a criação do dia do veterano e a outorga com a distribuição de medalhas para reservistas.

“Criamos a medalha do Reservista e o dia do veterano nesses últimos dois anos, justamente para poder demonstrar nossa gratidão àqueles que tanto fizeram pelo Estado, pela nossa sociedade. Outros veteranos também foram convidados para estar conosco nesta singela homenagem e estamos felizes em poder externar esse sentimento, bem como rever nossos amigos de caserna. Aceitem essa singela homenagem como prova da nossa gratidão”, destacou Carlos Batista.

Medalha foi criada para homenagear militares que vão para a reserva Foto: Diego Gurgel/Secom

O capitão da reserva remunerada, Orildo Cordeiros, de 50 anos, foi um dos que passou para a reserva remunerada do Corpo de Bombeiros no último mês. Com 30 anos de carreira, ele conta que saiu da ativa, com o sentimento de dever cumprido.

“Ficamos gratos pelo reconhecimento e gratidão dos nossos superiores. Temos a certeza que fizemos o nosso melhor e saímos para um descanso merecido de cabeça tranquila, com o sentimento de dever cumprido. Todos nós temos boas histórias para recordar e se acaso ainda precisarem dos nossos serviços, tenho certeza que estaremos prontos para servimos”, finalizou o militar.

Oriundo Cordeiro foi para a reserva remunerada há dois meses. Foto: Diego Gurgel/Secom

Ainda durante a solenidade, foi apresentado o lançamento de um livro titulado “A incompetência de um incompetente”, escrito pelo bombeiro militar aposentado Francisco Assis, que retrata sobre as dificuldades de sua infância e a carreira como bombeiro. Francisco ingressou nas fileiras da corporação em 1977 e foi para a reserva remunerada em 2006.

O lançamento do livro do aposentado Francisco de Assis se deu durante a solenidade. Foto: Diego Gurgel/Secom

Comentários

Continue lendo

Em alta