Conecte-se conosco

Extra

Acre será um dos estados que irá receber Força Federal no primeiro turno das eleições

Publicado

em

Ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE – Decisão vale para o primeiro turno das eleições, em 2 de outubro, e ainda precisa ser validada pelo plenário do tribunal
REPRODUÇÃO/TSE

Moraes autorizou envio de Força Federal para reforçar segurança em 561 cidades nas eleições

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), autorizou o envio da Força Federal para 561 municípios de 11 estados para reforçar a segurança durante o primeiro turno das eleições, marcado para o dia 2 de outubro. As decisões ainda devem ser referendadas pelo plenário do TSE.

O reforço vai ser enviado aos estados do Rio de Janeiro, Maranhão, Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Piauí e Tocantins. Entre as solicitações estão apoio logístico inclusive em terras indígenas. O tribunal divulgou um documento com a lista de todos os municípios que devem receber o apoio.

Os pedidos aprovados pelo TSE são encaminhados ao Ministério da Defesa, órgão responsável pelo planejamento e execução das ações empreendidas pelas Forças Armadas.

Adversários não são inimigos

Na quinta-feira (15), Moraes abriu o julgamento no plenário do TSE lamentando a escalada da violência política a poucos dias das eleições. “Lamentavelmente, estamos vendo acontecimentos de violência física e verbal, fora dos padrões de civilidade”, comentou.

“Adversários não são inimigos, adversários devem se respeitar e jogar a regra do jogo, que no caso eleitoral é a legislação eleitoral e a Constituição. É um momento importante para que consigamos chegar ao dia 2 de outubro com serenidade e tranquilidade”, completou.

Também na quinta, um levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em parceria com a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps), revelou que 67,5% das pessoas dizem ter medo de sofrerem agressões por motivos políticos no Brasil. Ainda segundo a pesquisa, 3,2% dos entrevistados disseram que já sofreram algum tipo de ameaça por motivos políticos no último mês, entre 8 de julho e 8 de agosto.

Força Federal nas eleições

A possibilidade de pedir auxílio das Forças Federais pelo TSE está prevista na legislação desde 1965. A lei estabelece que cabe ao TSE “requisitar Força Federal necessária ao cumprimento da lei, de suas próprias decisões ou das decisões dos tribunais regionais que o solicitarem, e para garantir a votação e a apuração”.

De acordo com a legislação, o TSE pode requisitar o apoio para garantir o livre exercício do voto, a normalidade da votação e da apuração dos resultados. Para tanto, os TREs devem encaminhar o pedido indicando as localidades e os motivos que justifiquem a necessidade de reforço na segurança, com a anuência da Secretaria de Segurança dos respectivos estados.

Comentários

Extra

Bombeiros atendem terceira ocorrência em menos de um mês envolvendo gás boliviano

Publicado

em

Na tentativa de economizar, muitos populares estão buscando meios clandestinos mesmo sabendo que estão colocando suas vidas em risco, além de seus familiares seguido de uma possível perca de patrimônio.

O Corpo de Bombeiro do 5º Batalhão vem recebendo pedidos de ajuda para combater princípios de incêndios relacionado a botijas de gás domésticos adulterados. Na tentativa de lucrar praticando serviço clandestino, alguns estão adulterando essas botijas transferindo gás boliviano, para o recipiente brasileiro de forma inadequada e perigosa.

Em um dos três casos registrados recentemente, foi um princípio de incêndio após o proprietário ligar uma fritadeira e não havia observado que estava havendo vazamento de gás.

Pois o gás boliviano não contém cheiro, já que nele não possui o aditivo mercaptano (gás responsável pelo odor característico do gás de cozinha). No segundo, a botija de gás brasileira simplesmente explodiu, já que havia sido realizado o transbordo de gás boliviano para a botija brasileira.

Porém, quando o nosso gás acaba, “as nossas botijas continuam com pressão interna, e esse serviço de recarga irregular é um tremendo perigo já que não tem medição de pressão, e simplesmente completam com o gás boliviano deixando a botija brasileira com altíssima pressão”, contou um dos bombeiros que atendeu essa última ocorrência.

No último sábado (24), mais uma ocorrência foi registrada, dessa vez no bairro Leonardo Barbosa. No local haviam várias botijas de gás boliviano e brasileira, foi observado pelos bombeiros que atenderam a ocorrência que, uma das botijas rompeu toda a válvula de retenção do gás, o que não é comum acontecer. Tudo indica que rompeu após alta carga de pressão.

Esse tipo de serviço clandestino além de ser irregular, as pessoas estão colando suas vidas em riscos, além dos prejuízos de seus patrimônios. Todo o serviço de transbordo de gás só deve ser feito por empresas qualificadas.

Desta vez, o local onde os bombeiros foram acionados, o sinistro foi registrado no fundo do quintal onde possivelmente acontece o pissivel ‘envasamento clandestino’. O caso será investigado pelas autoridades competentes.

Matéria relacionada:

Bombeiros alertam sobre compra de gás envasado no lado boliviano

Comentários

Continue lendo

Extra

Saiba como encontrar seu local de votação para o dia das eleições

Publicado

em

Busca pode ser feita no site do Tribunal Superior Eleitoral

No dia 2 de outubro, primeiro turno das eleições, mais de 156 milhões de eleitores estarão aptos a comparecer às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais.

Faltando uma semana para o pleito, o eleitor pode consultar com antecedência o local de votação e evitar eventuais transtornos.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o cidadão pode fazer a busca, devendo informar o número do CPF ou do título de eleitor, a data de nascimento e o nome da mãe. O resultado indicará os números da zona eleitoral, da seção eleitoral e o endereço do local de votação. A mesma busca também pode ser feita nos sites dos tribunais regionais eleitorais.

Pelo aplicativo e-título, além de saber o local de votação, o eleitor também pode ativar a localização do celular e ser guiado até sua zona eleitoral por meio de um mapa virtual.

Para o eleitor que tem sua biometria cadastrada, o e-título também serve como documento de identificação para votar, substituindo o título de papel ou outro documento de identificação com foto. Segundo o TSE, cerca de 118 milhões de pessoas, número correspondente a 75% do eleitorado, estão cadastradas pela biometria.

Quem tiver interesse pode baixar gratuitamente a ferramenta, que está disponível nas lojas de aplicativos dos sistemas operacionais Apple e Android.

Em 1° de outubro, dia anterior ao primeiro turno, o download do aplicativo será suspenso e liberado somente no dia seguinte ao pleito. No segundo turno, será possível baixar o aplicativo somente até 29 de outubro, data anterior ao segundo turno.

A última opção para consultar o local de votação é utilizar o Chatbot do TSE. Para acessar o assistente virtual, o eleitor pode salvar o número +55 61 9637-1078 na lista de contatos do WhatsApp e iniciar a conversa virtual com o aplicativo.

Comentários

Continue lendo

Extra

Vídeo: Carro invade contramão e causa acidente em Brasiléia deixando motociclista com fratura na perna

Publicado

em

Um acidente foi registrado na manhã deste sábado (24), no Bairro Eldorado, parte alta da cidade de Brasiléia, na rua João Jovino, por volta das 10h00. Um vídeo de um sistema de segurança registrou o momento quando o carro modelo Toyota/Corolla e uma moto Yamaha, placa QLY 3671 se chocam.

No vídeo, mostra quando a condutora da moto, identificada pelas iniciais L. L. O., de 33 anos, ainda tenta se esquivar do carro que não retorna para o seu lado da pista, causando o impacto na lateral, ao ponto de arrancar o pneu da roda.

A mulher sofreu dilacerações e fratura óssea na perna esquerda, sendo socorrista por uma equipe do SAMU, sendo levada para o hospital Raimundo Chaar, onde foi estabilizada e em pouco tempo, transferida para a Capital, onde passará por cirurgia.

Equipe da Polícia Militar e do Cifitran estiveram no local, onde registraram o acontecimento. O condutor (não identificado) do veículo foi notificado e deverá se apresentar na delegacia para ser ouvido e responder pela infração cometida, além de arcar com os danos causados à condutora e na moto.

O caso está em aberto entre as partes envolvidas.

Comentários

Continue lendo

Em alta