Conecte-se conosco

Cotidiano

Acre supera a casa dos 6 mil focos de queimadas em 2021

Publicado

em

As chuvas se tornaram mais intensas no Acre a partir da primeira quinzena de setembro, mas ainda assim as queimadas persistem em todo o estado, que nesta quinta-feira (16) atingiu a marca dos 6.189 mil focos de incêndios em 2021, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

No ano, a quantidade de ocorrências detectadas pelo satélite de referência é 4% maior que o volume registrado no ano anterior no para o período entre 1º de janeiro e 16 de setembro. No mês atual, o estado é o quarto no gráfico que mostra os totais acumulados de todas as unidades da federação, com 2.476 focos de queimadas.

Feijó, Tarauacá, Sena Madureira, Rio Branco e Cruzeiro do Sul são os municípios acreanos com os maiores índices de queimadas no ano. Entre as unidades de conservação federais no Acre, a Resex Chico Mendes se destaca, com 62% do total acumulado. Nas UC’s estaduais, a APA Lago do Amapá é a que tem mais registros.

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Risco de Fogo

Nesta sexta-feira, de acordo com o Monitoramento de Queimadas e Qualidade do Ar do Acre, o risco de fogo mínimo e baixo é previsto com maior intensidade em todo estado. Já o risco de fogo médio, alto e crítico é previsto em pontos isolados nas regionais do Alto Acre, Baixo Acre, Purus, Tarauacá e Juruá.

Chuvas

Para o período de 16 a 22 de setembro, o prognóstico do satélite indica previsão de chuva com volume acumulado de até 75mm para as regiões Oeste e Leste do Acre. No Oeste do estado, o indicativo é de que as chuvas poderão ficar acima da normalidade para o período. Na região Leste o indicativo é de que as chuvas ficarão abaixo da média nas regionais Alto Acre e Baixo Acre.

Os maiores acumulados até 16 de setembro, segundo o Boletim Hidrometeorológico, foram 92,40 mm em Marechal Thaumaturgo, 83,60mm em Tarauacá, 55,80mm em Plácido de Castro, 48,40mm em Xapuri, 44,80 mm em Capixaba, 37,20 mm em Feijó, 33,00mm em Sena Madureira, 32,80 mm em Porto Acre e 32,60 mm em Brasiléia.

Rio Acre

As chuvas, no entanto, não têm conseguido causar efeito considerável sobre o nível dos rios. O Rio Acre, nesta sexta-feira (17), voltou a descer para a cota de 1,56m na capital acreana depois de ter ido a 1,60m nesta quinta-feira (16), de acordo com as informações da Coordenação Municipal da Defesa Civil em Rio Branco.

Comentários

Cotidiano

Banco se pronuncia sobre dificuldades no Posto de Atendimento de Xapuri

Publicado

em

O Posto de Atendimento do Banco do Brasil em Xapuri foi alvo de muitas reclamações de usuários no último fim de semana prolongado, quando aconteceu a Festa de São Sebastião no município. De acordo com as queixas, os caixas eletrônicos permaneceram todo o período sem dinheiro, causando transtornos a quem precisou fazer saques.

Procurado, o superintendente regional do banco no Acre, Daniel Rondon, disse que por estar de férias não tomou conhecimento do ocorrido no fim de semana, mas relatou que a unidade de Xapuri passa por dificuldades desde o episódio ocorrido na última semana de dezembro passado, quando as dependências do posto foram invadidas e o cofre arrombado.

“Em virtude do incidente ocorrido em Xapuri, aquela unidade aguarda a conclusão das obras de reforço da segurança para obter autorização de movimentação em tesouraria. Por enquanto aquela unidade, por questão de segurança pública, está parcialmente impedida de movimentar numerário”, explicou.

O superintendente também disse que o banco já entrou com pedido de autorização excepcional para “movimentação de numerário” no posto de Xapuri e anunciou que haverá novidades nos próximos dias. Segundo ele, em breve a unidade deverá voltar a funcionar normalmente

“Lamentamos muito esse fato e temos convicção de que voltaremos à normalidade muito em breve e confiamos que o poder público também reforçará a atenção à segurança pública naquele município com vistas a reduzir a ocorrência de sinistros”, concluiu o superintendente.

O Banco do Brasil em Xapuri foi alvo de roubos e tentativas não consumadas em pelo menos três oportunidades nos últimos cinco anos. Em 2017, ladrões entraram por uma das paredes e arrombaram o cofre. Dois anos depois, em 2019, criminosos voltaram a chegar ao cofre, mas não conseguiram arrombá-lo.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Caixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 5

Publicado

em

Valor mínimo para cada família é R$ 400

Economia, Moeda Real,Dinheiro, Calculadora

A Caixa paga nesta segunda-feira (24) o Auxílio Brasil a beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 5. O valor mínimo do benefício é de R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

Neste mês, foram incluídas 3 milhões de famílias no programa, aumentando para 17,5 milhões o total atendido. Segundo o Ministério da Cidadania, serão gastos R$ 7,1 bilhões em janeiro com o Auxílio Brasil.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Sesacre se posiciona sobre boato de menina que teria passado mal após tomar vacina; caso está sendo investigado

Publicado

em

Hospital Regional do Alto Acre em Brasiléia – Foto: Alexandre Lima

Por Tião Maia

A informação de que uma criança do sexo feminino tenha passado mal após ser imunizada com a vacina pediátrica contra o coronavírus, na sexta-feira em Brasiléia, interior do Acre, mereceu uma nota de esclarecimento emitida pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre). A nota é assinada pela própria secretária Paula Augusta Maia de Faria Mariano e busca combater a propagação de Fake News feita por negacionistas e militantes antivacina, afirmando que a menina de Brasileia adoecera após ser imunizada.

“Sobre os boatos que vem circulando nos grupos de WhatsApp e outras redes sociais, de que uma menor passou mal após ser vacinada contra a covid-19 no município de Brasileia, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), esclarece que o caso está sendo investigado pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica e acompanhado pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE)”, diz a secretária no início da nota. “Contudo, é importante destacar que, até o momento, não há comprovação de que o fato esteja relacionado ao imunizante”, acrescenta.

A seguir, a nota emitida pela secretária:

“Informamos, ainda, que a menor deu entrada no Hospital Regional de Brasileia na sexta-feira, 21, às 9h22, com queixa de dores abdominais, febre, cefaléia, diarréia e vômito. A mesma recebeu toda assistência necessária e foi medicada de acordo com a conduta do médico plantonista, que solicitou exames laboratoriais e de imagens para auxiliar no diagnóstico.

A criança está estável, em observação clínica e tratamento de gastroenterite, que foi o diagnóstico da mesma. Até o momento, não tem gravidade que justifique transferência.

Ressalta-se que a vacinação é a melhor estratégia para garantir maior segurança, controle da pandemia e imunização para a população. Portanto, é importante não compartilhar informações falsas que prejudique a continuidade da imunização em nosso Estado.

Rio Branco, 22 de janeiro de 2022.
Paula Augusta Maia de Faria Mariano
Secretária de Estado de Saúde do Acre”.

Comentários

Continue lendo

Em alta