O IBGE divulgou nesta última semana de março a relação dos 588 municípios localizados na faixa de fronteira do Acre com suas respectivas áreas territoriais. Dos 22 municípios, 13 tem 100% de seus territórios dentro da faixa de fronteira. São eles: Capixaba, Epitaciolândia, Jordão, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Walter, Rio Branco, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Porto Acre, Senador Guiomard e Xapuri.

Já Cruzeiro do Sul, Feijó, Manoel Urbano, Sena Madureira e Tarauacá tem entre 7,6% (Cruzeiro do Sul) e 43,8% (Tarauacá) de seus territórios fora da faixa fronteiriça.

Apenas Sena Madureira e Manoel Urbano não tem suas sedes administrativas dentro da linha de fronteira (150 kms da divisa).

No País, a faixa fronteiriça tem 15,9 mil Km comprimento, 150 km de largura e área total de 1,4 milhão de Km2. Os municípios da faixa de fronteira estão sob legislação específica para áreas de segurança nacional que estabelece auxílios financeiros específicos por parte do governo federal e impede, sem prévia autorização, a concessão de terras públicas ou a construção de pontes, estradas e aeroportos, bem como a instalação de empresas de mineração, por exemplo. A atualização foi feita a partir de conjunto de operações geoespaciais, resultando em extensa faixa de fronteira do Brasil que abrange 11 unidades da federação e 588 municípios, dos quais 432 estão inteiramente dentro da faixa e 156, parcialmente. Outra peculiaridade é que 502 municípios têm suas sedes municipais dentro da faixa e 86, fora dela.

Comentários