DESTAQUE6A possibilidade de uma nova cheia do rio Madeira e o consequente isolamento do Acre por via terrestre, já não é descartado pelas autoridades do Estado. Faltando pouco mais de um metro para as águas atingirem a BR-364 – o governo do Acre convocou várias reuniões para elaborar um plano para impedir o desabastecimento das cidades acreanas.

As reuniões estão acontecendo com representantes da Casa Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e empresários que atuam nos setores de alimentação. De acordo com a secretária de comunicação, Andréa Zílio, o objetivo é preparar uma estrutura adequada para o transportes de produtos, caso a estrada seja encoberta pelas do rio Madeira, em Rondônia.

Durante o período chuvoso do ano passado, o Madeira transbordou e provocou a falta de vários produtos no mercado acreano. A população enfrentou principalmente, a falta de verduras e combustíveis. Diante do temor do desabastecimento, as pessoas tentaram estocar produtos, agravando a crise que se instalou nas principais cidades do Estado.

As autoridades do Estado fazem o acompanhamento rigoroso do volume de chuvas na região, através de boletins climáticos do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), para elabora alternativas e as ações que devem ser adotadas, caso ocorra os transbordamento do rio Madeira. A Defesa Civil estadual e municipal trabalham de forma integrada na questão.


Com informações do ac24horas

Comentários