Evaristo foi detido cerca de 30km de Cobija, onde assassinou o professor de Epitaciolândia.

Em menos de 24 horas de assassinar a golpes de arma branca (faca), o professor da rede municipal de Epitaciolândia, Miquer Magalhães (47) na noite desta quarta-feira, dia 30, na cidade vizinha de Cobija, lado boliviano, o principal suspeito foi localizado e preso pela polícia boliviana.

Funcionário público de Epitaciolândia não resistiu aos ferimentos e foi a óbito – Fot/arquivo pessoal

Com o apoio na identificação da Polícia Civil de Epitaciolândia, Evaristo Rufino Gomes (24), vulgo “Pitu”, foi localizado na zona rural de Porvenir no final do dia desta quinta-feira (31), distante cerca de 35km de Cobija, capital do estado de Pando, onde cometeu o crime.

O acusado tentou ludibriar as autoridades bolivianas, negando ser a pessoa que cometeu o crime, por ciúmes da mulher que também foi presa que era considerada foragida da justiça acreana, Gilsilene Maria (42), com quem a vítima estava bebendo em sua casa.

Gilsilene negou envolvimento com a vítima que estava em sua casa.

O motivo foi ciúmes, após ver a vítima na casa bebendo com a mulher com quem teria um suposto romance. Evaristo foi transferido para o comando da Polícia Nacional boliviana na cidade de Cobija.  Com a chegada dos policiais e sendo identificado, confessou o crime e contou sua versão.

‘Pitu’ está à disposição das autoridades da Bolívia, onde ficará detido até o desenrolar do caso. Também foi informado que um mandado de prisão emitido pela Justiça do Acre, foi emitido contra sua pessoa e estava sendo procurado para responder por crimes realizados em solo brasileiro.

Segundo foi levantado, Evaristo teria documentos boliviano, o que pode fazer com que seja julgado e condenado pelo crime segundo as leis do País.

Mais informações a qualquer momento.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Professor de Epitaciolândia é assassinado a golpes de faca na cidade de Cobija, lado boliviano

Mulheres que estavam no momento do assassinato de professor na Bolívia são presas

 

 

Comentários