“O Acre ganhou mais um amigo. Agora iremos avançar definitivamente nessa produção”, disse Tião Viana ao condecorar Eloy Vaccaro

Condecoração: Eloy Vaccaro na companhia de Tião Viana e secretários – Foto: Gleilson Miranda/ Secom
Condecoração: Eloy Vaccaro na companhia de Tião Viana e secretários – Foto: Gleilson Miranda/ Secom

O empresário Eloy Vaccaro, que se intitula como o maior produtor de açaí do mundo, é acusado de integrar um esquema de corrupção para ampliar sua produção do fruto dentro de projetos de assentamento do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no Pará, é tratado desde o início do ano como herói pelo governo do petista Tião Viana.

Reportagem do Fantástico sobre uma organização criminosa de exploração ilegal de madeira que desmatava, corrompia servidores e ameaçava de morte no Pará. O programa exibiu foto mostrando o governador Tião Viana ao entregar a Vaccaro, em fevereiro, um “certificado de reconhecimento pelos esforços prestados ao país”.

Vaccaro é investigado pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal por corromper servidores do Incra e ameaçar as famílias das áreas de assentamento. Ele foi preso na última segunda-feira (24) em Florianópolis.

Em sua passagem pelo Acre em fevereiro, o empresário teve direito a uma reportagem especial da Agência de Notícias do Acre, reproduzida por parte da imprensa local. Nela, o acusado é elogiado por três secretários de Tião Viana: Glenilson Figueiredo (Separof), José Carlos Reis (Agricultura e Pecuária) e Fernando Lima (Desenvolvimento).

Por sua vez, o empresário retribuiu os afagos e afirmou que o Acre é modelo em suas políticas de desenvolvimento rural. Segundo a reportagem, o Acre tem por objetivo firmar parcerias para fomentar a produção de açaí no Estado.

“Estou aqui para trazer um pouco da minha experiência e para aprender também. Pelo que pude observar, o Acre tem todas as condições para produzir um açaí de excelente qualidade”, afirmou Eloy Vaccaro.

O empresário contou que tinha na cabeça que o Acre era apenas seringueira e violência no campo por causa do que escutava desde o assassinato de Chico Mendes. “Mas achei um estado diferente, com projetos fantásticos. Aqui há um governador dinâmico, disposto a ajudar os empreendedores”.

“O Acre ganhou mais um amigo. Agora iremos avançar definitivamente nessa produção”, devolveu o governador.

Comentários