Francisco, o 'Rico', deverá esperar julgamento em presídio federal na Capital - Foto: Alexandre Lima
Francisco, o ‘Rico’, deverá esperar julgamento em presídio federal na Capital – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Durante todo o dia desta segunda-feira, dia 14, o Juiz da Comarca de Brasiléia, Doutor Clovis Lodi, juntamente com a promotora Maria de Fátima, ouviram várias pessoas que teriam tido algum tipo de contato com Francisco dos Santos Coimbra, ou simplesmente, “Rico”.

Rico foi preso no mês de setembro passado, sob acusação de participar diretamente e/ou, indiretamente de vários crimes que teriam acontecido na fronteira, como; furtos, assaltos e tentativas de homicídios.

Investigações descobriram que Rico, apesar ter apenas 22 anos, já possui uma ficha extensa no mundo do crime. Por último, estaria fazendo parte da facção criminosa, o “Bonde dos 13”, que vem atuando dentro dos presídios do Estado.

RICO-6

Sob seu comando após conseguir condicional, teria arquitetado e participado de alguns crimes. Preso novamente, teria usado de celular para dar ordens para outros crimes de dentro do presídio, além de ameaças a testemunhas.

Diante dos fatos, das várias testemunhas, o Ministério Público conseguiu que Rico vá a júri popular e seja julgado por crimes no ano de 2016, além de sua transferência para o presídio federal, onde cumprirá regime diferenciado sem que tenha comunicação com o lado de fora.

Ouça promotora sobre o caso.

Matéria relacionada:

Foragido da Justiça e perigoso, ‘Rico’ é preso na Capital acreana

Comentários