Com quase metade do corpo queimado, Sarah precisa fazer um tratamento fora do estado.

Com informações do Juruá em Tempo

A adolescente, S.E.M, 17 anos, sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau, após acidente com o forno do fogão de sua residência. A jovem ficou com 45% do corpo queimado, o fato ocorreu no último sábado (31).

O padrasto da jovem relatou que estava em casa no momento do acidente, e que a jovem foi levada às pressas para o Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul.

Ela saiu da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no último domingo (1), e se encontra no setor cirúrgico, em isolamento. Com quase metade do corpo queimado, Sarah precisa fazer um tratamento fora do estado.

“Surgiu essa possibilidade de mandar ela para fora do Estado, para Brasília. A vaga está liberada desde terça-feira. Mas não temos como chegar, as tratativas foram feitas. O governador sabe, o vice-governador sabe, o presidente da Aleac sabe, o secretário de saúde sabe”, disse o padrasto.

Segundo ele, ainda não levou a enteada por conta própria por que as condições não permitem. “Se ela pudesse sentar, eu já tinha colocado ela em um avião e levado ela. Já teria feito até particular”.

Contudo, o padastro conta que não há previsão de quando será liberada a viagem para Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

A assistente social, que acompanha o caso e preferiu não se identificar, explicou que o TFD e o Governo do Estado já enviaram o formulário para a companhia aérea solicitando o serviço.

“O formulário foi preenchido na quarta-feira, 4, mas a Gol tem 72 horas úteis para dar uma resposta positiva ou negativa. No momento, não está dependendo do Governo do Estado, e nem do TFD”, informou.

Comentários