A chegada do candidato Aécio Neves a Rio Branco está prevista para às 17h.

Candidatos Aécio Neves, Bittar e Gladson realizam o primeiro grande ato da Coligação por Um Acre Melhor/Foto: Assessoria
Candidatos Aécio Neves, Bittar e Gladson realizam o primeiro grande ato da Coligação por Um Acre Melhor/Foto: Assessoria

Assessoria

O candidato a presidente do Brasil, Aécio Neves (PSDB), o candidato a governador do Acre, Marcio Bittar (PSDB), e o candidato a senador, Gladson Cameli (PP), realizam neste sábado, 9, no finalzinho da tarde, nas Cinco Bocas, Baixada da Sobral, o primeiro grande ato da Coligação por Um Acre Melhor. A presença de Aécio, para os aliados acreanos, demonstra o prestígio da aliança e incendiará de uma vez por todas a campanha, que já está na rua há cerca de duas semanas.

A chegada do candidato Aécio Neves a Rio Branco está prevista para às 17h. Segundo a agenda oficial, do aeroporto ele vai para o centro de Rio Branco, onde caminhará no calçadão da Gameleira. Ali mesmo atenderá a imprensa em coletiva e em seguida vai para as Cinco Bocas, no bairro João Eduardo, para participar do evento que marcará, finalmente, o início da campanha para os dez partidos aliados da Coligação por Um Acre Melhor.

O candidato a governador Marcio Bittar, líder da aliança, comemorava nesta sexta-feira nos eventos dos quais participou, a vinda do candidato a presidente ao Acre. “Finalmente, o Estado terá um presidente que conhece seus problemas porque eu tenho conversado muito com ele sobre nosso povo”, repetiu Bittar por onde passou.

Aécio Neves conhece a situação do Acre, segundo Marcio Bittar, graças as longas conversas que os dois vem mantendo nos últimos meses. “Ele sabe da necessidade de construir uma ponte sobre o rio Madeira e do levantamento da pista num trecho de 60km, que ficou encoberta pelas águas. Conhece a situação de nossa fronteira com Peru e Bolívia, por onde estariam passando imensas quantidades de droga, assim como o término das obras da BR-364 e a implantação efetiva da zona de livre comercio em Epitaciolândia e Brasiléia, municípios fronteiriços com a Bolívia”, afirma o candidato a governador do Acre.

“Eu disse ao Aécio que o Acre precisa ter uma atenção urgente da nação, que deve retribuir a quota de sacrifício de seu povo desde seus primórdios, no final do século XVIII. Por exemplo: os gaúchos lutaram para se separar do Brasil, os acreanos brigaram para ser Brasil. Os acreanos já fizeram diversas vezes sacrifícios pela nação, como o esforço de guerra durante o segundo grande conflito mundial, em 1945, quando centenas de irmãos nossos foram mandados pras matas para extrair leite de seringa. Por fim, nosso povo foi sacrificado outra vez mais recentemente, com duras leis ambientais em favor da humanidade. Vamos lá, receber o Aécio, para ver o que ele tem a dizer a nós sobre o que Brasil oferecerá ao Acre como recompensa por todo esse esforço de seu povo, finalmente, com ele presidente da República”, disse Marcio Bittar durante o lançamento da candidatura a deputado estadual do pastor Edson Cameli (PP), em Sena Madureira, na noite desta sexta-feira.

O encontro com Aécio Neves, neste sábado, deverá ter outros componentes não menos importantes que ouvir ele falar sobre o que o Brasil fará em favor dos acreanos, segundo Marcio Bittar. “Vai marcar o início da nossa caminhada rumo ao governo do Acre e vai deixar nosso presidente comprometido com nossas causas mais urgentes. Eu tenho conversado com ele e ele tem sido sensível a tudo isso, mas é bom que as pessoas ouçam da própria boca dele e a oportunidade é nesse encontro deste sábado, nas Cinco Bocas”, disse Bittar, que na manhã desta sábado participará duma panfletagem no Terminal Urbano, como uma espécie de “aquecimento” para festa da tarde com a chegada de Aécio.

A véspera da chegada de Aécio Neves ao Acre foi corrida para o candidato a governador da Coligação Por um Acre Melhor, Marcio Bittar. Ele amanheceu em Assis Brasil, de onde partiu para Rio Branco de carro para chegar a tempo de participar duma caminhada pela Rua 15, no bairro Sobral. No início da noite foi a Sena Madureira, onde participou do lançamento das candidaturas do pastor batista Edson Cameli (PP) a deputado estadual, e da festa que lançou as candidaturas de estadual da deputada Toinha Vieira, e de federal do seu marido, o ex-deputado estadual Zé Vieira, ambos do PSDB.

Comentários