Agentes solicitam a Gladson apoio para sede da PRF no Acre

Cameli diz que contribuirá com a instituição destinando emendas parlamentares do seu mandato em 2014. Atendendo ao convite dos agentes da Polícia Rodoviária Federal do Acre, o deputado federal Gladson...

Cameli diz que contribuirá com a instituição destinando emendas parlamentares do seu mandato em 2014.

Atendendo ao convite dos agentes da Polícia Rodoviária Federal do Acre, o deputado federal Gladson Cameli (PP-AC) esteve reunido com parte do efetivo nesta sexta-feira (18) na delegacia provisória da instituição, localizada no prédio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Durante a conversa o parlamentar foi informado das dificuldades enfrentadas pela instituição devido a falta de autonomia administrativa, ausência de suporte material e a necessidade emergencial da construção da sede.

Gladson Cameli reunido com policiais rodoviários, na sede da instituição, no Acre - Foto: Assessoria
Gladson Cameli reunido com policiais rodoviários, na sede da instituição, no Acre – Foto: Assessoria

Na ocasião foi entregue ao deputado pelo chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Nelis Newton, um documento informando o envio ao Congresso Nacional do Projeto de Lei que reestrutura o Departamento de PRF e cria Funções Comissionadas no estado.

Os agentes solicitaram o apoio do deputado e reforçaram a importância de melhores condições, de um modo geral, para que o efetivo desempenhe um bom trabalho nas rodovias federais priorizando assim os cidadãos que ali trafegam.

Cameli, sensibilizado com a situação apresentada, assumiu o compromisso de reunir representantes da PRF com membros da bancada federal em Brasília e disse que contribuirá com a instituição destinando emendas parlamentares do seu mandato em 2014. Hoje, a sede está avaliada em 20 milhões de reais.

“ A Polícia Rodoviária Federal desempenha um papel fundamental neste país, e no Acre, onde temos fronteira com dois países conhecidos como alguns dos maiores produtores de droga, como o Peru e a Bolívia, não podemos fechar nossos olhos para necessidade de reestruturação da PRF, que atua de forma séria e firme no combate ao crime e aos diversos tipos de infrações cometidas nas estradas”, disse Cameli.

De acordo com os agentes, o Acre é o único estado do Brasil onde a PRF não tem autonomia administrativa, o que o deputado considera grave e uma falta de consideração para com os profissionais locais e a própria população acreana, que clama por melhorias em vários setores da sociedade.

Fonte:

 

Comentários