Agosto é o mês mais seco no Acre, em Rondônia e no Amazonas, com valores pluviométricos inferiores a 30mm, em algumas áreas, informa pesquisador meteorológico Davi Friale no portal O Tempo Aqui. “Chove muito, acima de 200mm, apenas, no noroeste e no norte do Amazonas. Nas demais áreas, o índice situa-se, entre 30 e 60mm, inclusive, em Manaus”, diz.

As ondas de frio e a incursão de ar polar ainda são intensas, neste mês, e derrubam brusca e acentuadamente a temperatura no Acre, em Rondônia e no sul e sudoeste do Amazonas, provocando o conhecido fenômeno da friagem. São comuns, neste mês, temperaturas abaixo de 15ºC, em Rio Branco, Brasileia, Guajará-Mirim e Vilhena. A menor temperatura registrada, neste mês, na capital acreana, nos últimos anos, foi 5,9ºC, ocorrida no ano de 1975. Em Porto Velho, o menor registro foi 10,0ºC e ocorreu no ano de 1978.

No Amazonas, a queda da temperatura ocorre no sul e no sudoeste do estado. Já, em Manaus, o calor é predominante e a menor temperatura registrada, em agosto, foi 18,0ºC, ocorrida em 1978.

Após a passagem da onda de frio, a umidade do ar diminui acentuadamente, ficando, muitas vezes, abaixo de 30%, no Acre e em Rondônia, com vários dias ensolarados e noites estreladas e temperaturas noturnas amenas.

Em agosto, principalmente na segunda quinzena, podem ocorrer temporais, com fortes ventanias e raios, devido ao calor diurno.

MÉDIAS E EXTREMOS DE AGOSTO

RIO BRANCO

Mínima média: 19,2ºC (0,7ºC a mais do que no mês anterior).

Menor temperatura registrada: 5,9ºC, em 1975, no dia 19.

Máxima média: 32,6ºC (1,3ºC a mais do que no mês anterior).

Maior temperatura registrada: 37,6ºC, em 1987, no dia 26.

Chuva média: 40,4mm (no mês anterior é 42,1mm).

Número médio de dias com chuva: 5 (no mês anterior é 4).

Chuva máxima registrada em 24 horas: 37,0mm, em 1975, no dia 23.

PORTO VELHO

Mínima média: 19,0ºC (0,7ºC a mais do que no mês anterior).

Menor temperatura registrada: 10,0ºC, em 1978, no dia 15.

Máxima média: 32,9ºC (1,3ºC a mais do que no mês anterior).

Maior temperatura registrada: 36,2ºC, em 1988, no dia 24.

Chuva média: 40,0mm (no mês anterior é 22,6mm).

Número médio de dias com chuva: 6 (no mês anterior é 4).

Chuva máxima registrada em 24 horas: 70,2mm, em 1979, no dia 23.

MANAUS

Mínima média: 23,0ºC (0,3ºC a mais do que no mês anterior).

Menor temperatura registrada: 18,0ºC, em 1978, no dia 15.

Máxima média: 32,6ºC (1,3ºC a mais do que no mês anterior).

Maior temperatura registrada: 37,5ºC, em 1979, no dia 19.

Chuva média: 57,9mm (no mês anterior é 87,5mm).

Número médio de dias com chuva: 7 (no mês anterior e 10).

Chuva máxima registrada em 24 horas: 75,6mm, em 1975, no dia 27.

CRUZEIRO DO SUL

Chuva média: 90mm.

TARAUACÁ

Chuva média: 80mm.

BRASILEIA

Chuva média: 35mm.

VILHENA

Chuva média: 15mm.

DISTRIBUIÇÃO DE CHUVAS PELO BRASIL

Chove mais do que 200mm (muito úmido):

– Roraima (norte), nas fronteiras com a Venezuela e com a Guiana;

– Amazonas (norte e noroeste), nas regiões de São Gabriel da Cachoeira, Iauaretê e fronteiras com a Venezuela e com a Colômbia;

– Amapá (norte), na fronteira com a Guina Francesa;

– Rio Grande do Sul (norte).

Chove menos do que 30mm (muito seco):

– Distrito Federal;

– Goiás;

– Mato Grosso;

– Minas Gerais;

– São Paulo (norte);

– Tocantins;

– Rondônia (centro, oeste e sul);

– Pará (leste e sudeste);

– Nordeste, exceto o litoral do Piauí, da Paraíba, de Pernambuco, de Alagoas, de Sergipe e da Bahia.

Foram apresentados apenas os extremos de seca e de chuva. Nas demais áreas do país, as chuvas ocorrem numa faixa compreendida entre 30 e 200mm.

Comentários