Conecte-se conosco

Acre

Alerta: Após Bolívia registrar caso suspeito de varíola do macaco, Sesacre diz que está em vigilância

Publicado

em

“Estamos em vigilância e o CIEVS está monitorando qualquer caso suspeito que surgir”, disse Paula Mariano

Depois que a Bolívia – que faz fronteira com o Acre – registrou o primeiro caso suspeito de varíola do macaco, nesta quinta-feira (26), a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) já está em vigilância.

A informação foi dada ao ContilNet pela secretária Paula Mariano. A gestora disse ainda que o Estado não tem casos suspeitos.

Além das erupções cutâneas, a varíola dos macacos causa dores na cabeça, costas e muscular, febre, calafrios, cansaço e inchaço dos gânglios linfáticos/Foto: Reprodução

O monitoramento está sendo feito pela Centro de Informações Estratégicas em Vigilância da Sesacre (CIEVS).

O paciente com caso suspeito, de Santa Cruz de La Sierra, tem 26 anos. Ele teve contato direto com duas pessoas recém chegadas da Espanha.

“Estamos em vigilância e o CIEVS está monitorando qualquer caso suspeito que surgir”, disse Paula Mariano.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira (24) que há 131 casos confirmados de varíola dos macacos e 106 outros casos suspeitos no mundo, fora da África, desde o primeiro relatado, em 7 de maio.

Endêmico na África, o vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. A doença passa depois de duas a quatro semanas. Apenas em 6% dos casos ela é fatal geralmente quando atinge crianças pequenas. O período de incubação do vírus varia de sete a 21 dias. Os sintomas, porém, costumam aparecer após dez ou 14 dias. Além das erupções cutâneas, a varíola dos macacos causa dores na cabeça, costas e muscular, febre, calafrios, cansaço e inchaço dos gânglios linfáticos.

Comentários

Acre

Acre segue tendência nacional e tem saldo positivo na criação de novos empregos

Publicado

em

Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
Foto: Amanda Perobelli – 29.mar.2019/Reuters

Segundo dados divulgados nas últimas semanas pelo Novo Caged, o Brasil, em agosto de 2022, apresentou saldo positivo na criação de novos empregos. De acordo com o assessor da presidência da Fecomércio-AC, Egídio Garó, no Acre, os números também foram positivos.

Em todo o País, houve a criação de novos empregos para 278.639 trabalhadores formais; a variação relativa com o mês anterior – julho – foi de 0,66%. Além disso, comércio e serviços representaram, das vagas geradas, 41.886 e 141.113 postos, respectivamente.

“Com base dos números apresentados pelo Novo Caged, nota-se com clareza que o setor de serviços está expandindo suas atividades, o que foi causado pela liberalização das atividades e, consequentemente, com a redução do número de casos observados em momento pós-pandemia”, explicou Garó.

Já no Estado acreano, em agosto de 2022, foram criados 858 novos postos de trabalho, em detrimento dos 364 postos ocorridos em agosto de 2021. Dos municípios acreanos, somente dois mais demitiram do que contrataram: Capixaba e Rodrigues Alves; os demais municípios apresentaram números positivos, tendo a capital Rio Branco a liderança do score, com 423 novos postos; seguida de Cruzeiro do Sul, com 136 postos e, Epitaciolândia, que gerou 69 novas vagas ao longo do mês de agosto.

“Tal qual observado no País, o comércio e os serviços puxaram esse resultado para cima, indicando que a recuperação do setor terciário representa, neste momento, uma quantidade expressiva de geração de emprego e renda”, finalizou Egídio.

Comentários

Continue lendo

Acre

Bombeiros combatem incêndio de grandes proporções em área de mata em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

Equipes dos bombeiros chegaram a ser acionadas no início da tarde, mas incêndio retornou e trabalho foi concluído já pela noite dessa segunda-feira (3). Área atingida foi de 4 hectares.

Bombeiros combatem incêndio de grandes proporções em área de mata em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros

Um incêndio de grandes proporções em área de mata foi controlado após horas de trabalho do Corpo de Bombeiros nessa segunda-feira (4) na estrada ao lixão de Cruzeiro do Sul, bairro Santa Helena, no interior do Acre.

O local fica ao lado de várias casas, mas as chamas foram controladas antes de chegarem aos imóveis. A estudante Daniela das Chagas Silva, de 22 anos, mora na frente da área que pegou fogo e foi quem acionou os bombeiros.

“Nesse local fica uma bomba que a gente usa para pegar água e nosso medo era de o fogo atingir essa bomba, porque estava muito alto. Ontem [segunda,3] começou por volta das 14h, aí os bombeiros foram lá e apagaram, mas depois, umas 16h, começou de novo. Os bombeiros disseram que foi criminoso, mas não sabemos quem foi colocou fogo. Foi um susto grande. A equipe terminou o trabalho lá de combate já era à noite”, disse a moradora.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o combate foi feito com o uso de mangotinho do caminhão, dois abafadores e uma bomba costal. Ao todo, foram usados cerca de 3,5 mil litros de água na ação que evitou que as chamas atingissem duas casas e um galpão. A área de queima foi de aproximadamente quatro hectares.

Área atingida foi de 4 hectares em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros

Área atingida foi de 4 hectares em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros

Comentários

Continue lendo

Acre

Novo Caged: Acre segue tendência nacional e tem saldo positivo na criação de novos empregos

Publicado

em

Segundo dados divulgados nas últimas semanas pelo Novo Caged, o Brasil, em agosto de 2022, apresentou saldo positivo na criação de novos empregos. De acordo com o assessor da presidência da Fecomércio-AC, Egídio Garó, no Acre, os números também foram positivos.

Em todo o País, houve a criação de novos empregos para 278.639 trabalhadores formais; a variação relativa com o mês anterior – julho – foi de 0,66%. Além disso, comércio e serviços representaram, das vagas geradas, 41.886 e 141.113 postos, respectivamente.

“Com base dos números apresentados pelo Novo Caged, nota-se com clareza que o setor de serviços está expandindo suas atividades, o que foi causado pela liberalização das atividades e, consequentemente, com a redução do número de casos observados em momento pós-pandemia”, explicou Garó.

Já no Estado acreano, em agosto de 2022, foram criados 858 novos postos de trabalho, em detrimento dos 364 postos ocorridos em agosto de 2021. Dos municípios acreanos, somente dois mais demitiram do que contrataram: Capixaba e Rodrigues Alves; os demais municípios apresentaram números positivos, tendo a capital Rio Branco a liderança do score, com 423 novos postos; seguida de Cruzeiro do Sul, com 136 postos e, Epitaciolândia, que gerou 69 novas vagas ao longo do mês de agosto.

“Tal qual observado no País, o comércio e os serviços puxaram esse resultado para cima, indicando que a recuperação do setor terciário representa, neste momento, uma quantidade expressiva de geração de emprego e renda”, finalizou Egídio.

Comentários

Continue lendo

Em alta