Aliado de Tião diz que população tem que cobrar governo sobre violência e chama coronel de “comandante de gabinete”

Jesus Sérgio critica governo sobre aumento da violência

O deputado estadual pelo PDT, Jesus Sérgio, membro da base governista, usou a tribuna da Assembléia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta terça-feira (7), para reiterar críticas já feitas ao comandante da Polícia Militar de Tarauacá, tenente- coronel Ruiz, a quem qualificou “comandante de gabinete, e que tem perdido a guerra contra o crime organizado”.

Jesus Sérgio afirmou que por conta do suposto descaso praticado pelo comandante da regional Tarauacá-Envirá, homens ligados à segurança pública, policiais e agentes penintenciários, têm sido vítimas da violência praticada pelo crime organizado.

O deputado pediu ainda que os Oficiais da PM peçam ajuda do governo do Acre no caso de faltar estrutura para combater a violência e salientou que continuará criticando a falta de atitudes que resultem na diminuição da violência naquele município.

As declarações de Jesus Sérgio foram feitas quando ele leu uma carta na qual repudiava as declarações feitas pelo presidente da Associação dos Oficiais, Moisés Antônio da Silva, que o criticou pelo discurso proferido na última quinta-feira (2).

“Eles me criticam pelo que eu falei na quinta-feira, mas eu não me intimidarei, nem calarei, sempre que houver clamor social eu darei voz. A verdade é que ninguém mais aguenta a violência em Tarauacá e o comandante realmente é comandante de gabinete que não vai às ruas”, diz.

Jesus frisou que considera desnecessário a Associação dos Oficiais repudiar o discurso dele e as críticas por ele feitas e salientou que a violência em Tarauacá é cada dia maior.

“Não tem por que repudiar, estou usando meu direito constitucional de representante do povo. Em momento algum ofendi a honra do comandante Ruiz, apenas fiz as verdadeiras observações a respeito do trabalho ruim que ele está desempenhado. A prova de que a violência não cessa é que ontem queimaram mais um veículo e balearam mais uma pessoa naquela cidade. Não quis ofender, mas se a carapuça serviu então que faça bom uso dela”, diz.

Comentários