Conecte-se conosco

Geral

Aluna de escola cívico militar de Cruzeiro do Sul está entre os vencedores do concurso Jovem Senador

Publicado

em

A comunidade da Escola Cívico Militar Madre Adelgundes Becker, localizada em Cruzeiro do Sul, está em festa. A aluna do 2º Ano do Ensino Médio da unidade, Ana Beatriz Amorim, de 16 anos, é a mais nova Jovem Senadora da República e vai representar o Acre em Brasília na edição de 2022 do Programa Jovem Senador.

Um projeto do Senado Federal que, anualmente, leva estudantes do Ensino Médio, um de cada unidade da Federação, a uma experiência sobre o processo legislativo. Em Brasília, eles participam da Semana de Vivência Legislativa e, além de aprenderem sobre esse processo, têm a oportunidade de fazer propostas que mais tarde poderão ser transformadas em projetos de lei.

Ana Beatriz Amorim representará o Acre no Jovem Senador 2022. Foto: Jully Joyce Specht

Para compor o grupo que vivenciará esta experiência, os alunos tiveram que participar de um concurso de redação. O tema deste ano foi o bicentenário – 200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã.

Ana Beatriz conta que quando a escola começou a incentivar os estudantes a participar do concurso, ela não se sentia confiante, mas se empenhou na produção do texto. “Foi uma surpresa enorme. Toda a família ficou muito feliz. Depois que me acalmei percebi a responsabilidade, pois vou representar meu estado”.

Ana Beatriz e equipe da Escola Cívico Militar Madre Adelgundes Becker.Foto: Jully Joyce Specht

A viagem ocorrerá no período de 27 de junho a 1 de julho e inclui passagem aérea, hospedagem, alimentação e locomoção tanto para a estudante quanto para o professora orientadora que a acompanha. Além disso, elas serão premiadas com um notebook, cada uma.

Durante quatro dias, Ana Beatriz e os demais jovens senadores terão um trabalho que simula a atuação dos senadores da República, com direito a posse e eleição da Mesa (presidente, vice e secretários), aprovação dos projetos e publicação no Diário do Senado Federal. As sugestões acatadas são encaminhadas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa da Casa.

Para a gestora da Madre Adelgundes, Rosa Lebre, ter Ana como representante do Acre é uma felicidade para toda a comunidade escolar. “A conquista só aumenta nossa responsabilidade de cada vez fazer mais e melhor para nossos alunos”, afirma.

Enquanto a viagem não chega, a jovem senadora do Acre segue se dedicando aos estudos e ao sonho de cursar uma faculdade: “Continuarei com o mesmo empenho para alcançar meus objetivos. Passar no Enem na área de saúde é um deles”.

Comentários

Geral

MPAC lança edital para contratação de estagiários de nível superior

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) lançou nesta segunda, 27, o edital de abertura do I processo de avaliação e seleção de estagiário para o preenchimento de vagas e a formação de cadastro de reserva de estágio de estudantes de nível superior. O edital de lançamento foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Danilo Lovisaro do Nascimento.

As inscrições serão realizadas no período de 27 de junho até às 23h59min do dia 07 de julho de 2022, exclusivamente via internet, pelo site www.mpac.mp.br. As vagas são destinadas aos cursos de Arquitetura, Biologia, Ciências Contábeis/Contabilidade/Economia, Comunicação Social, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Serviço Social, Saúde Coletiva, Psicologia, Rede de Computadores, Sistemas de Informação, Administração e Direito.

Ao todo, 40 vagas estão disponíveis para os municípios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Bujari. A carga horária de trabalho é de 30 horas semanais, com bolsa mensal no valor de um salário mínimo acrescido de auxilio transporte. Os candidatos devem estar devidamente matriculados em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e ter disponibilidade de trabalho de 6 horas diárias.

O estágio terá vigência de um ano, prorrogável uma única vez por igual período, exceto para pessoas com deficiência, nos termos do art. 11 da Lei n.º 11.788/2008. O processo seletivo será composto de prova de múltipla escolha de caráter classificatório e eliminatório, a ser realizada na data única de 24 de julho de 2022.

Clique aqui e confira o edital de abertura.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Comentários

Continue lendo

Geral

Concessionária de energia elétrica deve indenizar consumidora por demorar seis dias para restabelecer serviço

Publicado

em

Decisão confirmou que a concessionária agiu com descaso em não providenciar a solução no tempo hábil, conforme a normativa

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre manteve a obrigação da concessionária de energia elétrica em indenizar uma consumidora em R$ 5 mil. A decisão foi publicada na edição n° 7.088 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 7), da última quarta-feira, dia 23.

De acordo com os autos, a autora do processo registrou a falta de energia no atendimento telefônico. Ela observou que na rua onde mora os fios estavam pegando fogo. Quatro horas após o incidente, os prepostos chegaram e fizeram os reparos na fiação, mas mesmo assim o fornecimento não foi restabelecido.

Em seguida, o medidor de energia da  sua casa também entrou em combustão. Os funcionários fizeram a troca do aparelho, mas não religaram a energia sob o argumento de que havia uma fatura em aberto. Segundo a reclamante, mesmo ela tendo realizado o pagamento imediatamente, foi informada que deveria aguardar cinco dias úteis, por isso registrou denúncia contra a demandada na Justiça.

O desembargador Laudivon Nogueira assinalou que transcorreram seis dias até o restabelecimento, “somente vindo a fazê-lo após ordem judicial. Incontroverso nos autos que o prazo para restabelecer o fornecimento seria de quatro horas, conforme os termos do artigo 176 da Resolução Normativa nº 414 da ANEEL, então o dano moral está verificado”.  (Processo n° 0705218-29.2021.8.01.0001)

 Miriane Teles | Comunicação

Comentários

Continue lendo

Geral

Prefeito acusa governo de perseguição contra seu secretário

Publicado

em

Prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes.

O prefeito de Epitaciolândia, Delegado Sérgio Lopes, foi às redes sociais na última sexta-feira (24) protestar contra a determinação da Secretaria de Segurança do Acre para que o secretário de Saúde daquele município, Sérgio Mesquita, cedido à prefeitura da cidade fronteiriça desde o começo da atual gestão municipal, retorne ao seu órgão de origem.

Por meio de um vídeo, o gestor municipal argumenta que Mesquita vem fazendo um excelente trabalho em Epitaciolândia, tendo tirado o município da penúltima para a segunda posição do Acre com base nos dados do Previne Brasil, programa criado pelo governo Bolsonaro para aumentar o acesso e o atendimento nas unidades de saúde do Brasil.

Sérgio Lopes atribui a medida da Sejusp a mais um ato de perseguição e represália do governo do estado à prefeitura de Epitaciolândia, segundo ele, motivada por questões político-eleitoreiras. Ele citou como ação semelhante a retirada de máquinas que estavam à disposição do município para serviços de recuperação de ramais, ocorrida há pouco tempo.

“Estou aqui para falar de mais um ato de perseguição do excelentíssimo senhor governador Gladson Cameli. Se não bastasse a retirada de máquinas que foram compradas com emenda parlamentares para serem repassadas aos municípios, agora recebemos a notícia de que iriam tirar o nosso secretário Sérgio Mesquita”, diz o prefeito.

Sérgio Mesquita é agente de Polícia Civil e foi cedido para o município de Epitaciolândia desde o início da gestão Sérgio Lopes, onde foi nomeado secretário municipal de Saúde. A notícia de sua solicitação pelo governo se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais no fim de semana na fronteira, depois de o prefeito reagir à medida.

Na notificação encaminhada ao servidor pela Coordenadoria de Recursos Humanos está claro que a prefeitura de Epitaciolândia pediu a prorrogação do prazo de cessão de Mesquita, mas o requerimento não foi deferido. No mesmo documento, é determinada a imediata apresentação do agente à Delegacia de Polícia da cidade para retornar às atividades.

A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Sejusp, que comunicou ainda não ter conhecimento do vídeo divulgado pelo prefeito. Assim que houver uma manifestação do governo a respeito do assunto, esta matéria será atualizada com a outra versão dos fatos narrados pelo prefeito no vídeo que pode ser visualizado a seguir.

Veja o vídeo:

Comentários

Continue lendo

Em alta