Amigos e familiares dão o último adeus a seu Wildy Viana em velório no Palácio Rio Branco, na capital

Luciano Tavares

O velório de seu Wildy Viana, no Salão Nobre do Palácio Rio Branco, foi reservado inicialmente a familiares e pessoas próximas à família.

A viúva, dona Silvia em uma cadeira de rodas, os filhos de seu Wildy, o governador Sebastião Viana, o senador Jorge Viana e Silvinha Helena, os netos Vigílio e Tiago permanecem o tempo todo ao lado caixão e a todo momento são cumprimentados por amigos que prestam condolências.

Logo no começo da cerimônia, irmãs Servas de Maria Reparadora conduziram orações com os presentes.

O corpo de seu Wildy chegou às 19h ao Palácio Rio Branco, sede simbólica do governo do Acre, no Centro da capital, e será velado até às 10h horas desta terça-feira, 14. O sepultamento será no Cemitério São João Batista.

O caixão foi transportado do veículo da funerária até o local da cerimônia fúnebre por homens do Corpo de Bombeiros.

Wildy Viana morreu nesta segunda-feira, 13, aos 87 anos, na UTI do Pronto Socorro de Rio Branco, vítima de complicações respiratórias. Ele foi internado na noite da quarta-feira passada com princípio de insuficiência respiratória e foi diagnosticado com DPOC, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica.

Comentários