Em Rio Branco, 120 reeducandos do semiaberto foram beneficiados.
Presos devem sair no dia 24 e retornar dia 31 de dezembro para presídio.

Presos utilizarão tornozeleira eletrônica   (Foto: Carolina Holland/G1)
Presos utilizarão tornozeleira eletrônica
(Foto: Carolina Holland/G1)

G1

Das 133 licenças aprovadas pela Justiça para a dispensa natalina, 120 reeducandos do regime semiaberto serão beneficiados esse ano, em Rio Branco. Os outros 13 desistiram da saída temporária após saber que seriam monitorados por uma tornozeleira eletrônica, de acordo com a Vara de Execuções Penais da Comarca de Rio Branco. Os presos devem sair no dia 24 e retornar para o presídio no dia 31 de dezembro.

De acordo com a juíza da Vara de Execuções Penais, Luana Campos, o uso da tornozeleira é uma forma de controlar os detentos que estarão fora do presídio. A juíza conta que durante a dispensa, o reducando não pode beber, ficar fora de casa no período noturno, se envolver em nenhuma confusão nem portar qualquer tipo de arma.

“Os 120 foram advertidos, foi explicado todas as condições da dispensa para que nenhum cometa nenhuma irregularidade durante esse período”, afirma a juíza.

Sobre a desistência dos demais reeducandos, Luana explica que talvez os presos tenham se sentidos constrangidos com o aparelho e, assim, desistido da dispensa neste fim de ano.

Luana conta que o monitoramento é feito via satélite e o perímetro vai ser determinado conforme as atividades desenvolvidas pelos reducandos durante o período que estiver longe do presídio. “O  preso não pode sair do perímetro desse monitoramento. O perímetro é conforme a atividade do preso, isso é acordado com cada um deles”, esclarece.

Comentários