Antônio mora sozinho e só contava com uma cadeira manual, que exigia esforços que sua idade já não lhe proporciona

Comovido, o idoso agradeceu ao deputado/Foto: Arquivo Pessoal
Comovido, o idoso agradeceu ao deputado/Foto: Arquivo Pessoal

Foi sob forte emoção que o idoso Antônio Luiz de Almeida, 81, recebeu nesta quarta-feira (20), na praça central de Xapuri, a cadeira de rodas motorizada com a qual ele tanto sonhava, e que, pela falta dela, padeceu toda espécie de sofrimentos impostos àqueles que são portadores de limitações físicas.

A cadeira de rodas foi doada pelo primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Manoel Moraes (PSB), que se comoveu com a campanha popular, que arrecadava fundos para a compra do aparelho.

Emocionado, Antônio Luiz agradeceu ao deputado Manoel Moraes pela doação da cadeira e todos aqueles que encabeçaram a campanha que trouxe a publico a historia do seu sofrimento. O idoso conta que enfrentou muitas privações por não ter uma cadeira adequada às necessidades que possui.

“Não sou muito de falar, mas estou muito agradecido a isto que o deputado Manoel Moraes fez e a todos que se esforçaram para me ajudar. É uma alegria muito grande, é uma gratidão”, afirmou.

Antônio Luiz Almeida, aos 81 anos, é um exemplo de superação; sua história de vida comoveu os idealizadores da campanha “do bem”, encabeçada por Antônio Rocha, o Magão, e Roberto Roque, que usaram as redes sociais para pedir contribuição financeira para comprar uma cadeira de rodas motorizada para o idoso.

Antônio mora sozinho e só contava com uma cadeira manual, que exigia esforços que sua idade já não lhe proporciona. Segundo o aposentado, a cadeira de rodas manual foi doada a ele em 1970 pelo ex-governador Jorge Kalume. A história do idoso veio ao conhecimento publico através do cabelereiro Roberto Roque, que ouviu o relato comovente na praça da cidade.

“A história comove quem ouve. Meu ato não foi como político, foi como ser humano que entende as dificuldades dos outros. Sei que essa cadeira motorizada será muito importante para ele, e me sinto feliz em poder proporcionar isso. Sei que o trabalho político é coletivo, mas jamais poderia me negar a ajudar alguém que precisa. Para a compra eu pude contar com outra pessoa igualmente solidaria, o presidente da Aleac, o deputado Ney Amorim”, diz Manoel Moraes.

Mesmo com forte apelo popular, a campanha não arrecadou o dinheiro suficiente para a compra da cadeira, avaliada em R$ 8,7 mil. A campanha arrecadou R$ 4,3 mil. Tão logo a arrecadação foi encerrada, os idealizadores afirmaram que o dinheiro obtido será destinado a reformas na casa de Antônio.

“Informamos ainda que foi decidido pela comissão organizadora que o dinheiro arrecadado até a presente data será investido na melhoria da qualidade de vida do senhor Luiz Antônio, no que se refere à construção de uma rampa para dar acesso a sua casa, o aterramento do seu terreno, a compra de uma cama e material de construção para reforma da casa. Outrossim, informamos que os investimentos feitos com o dinheiro arrecadado serão acompanhados pelo Ministério Público, juntamente com a Secretaria de Assistência Social, onde futuramente será prestado conta junto à sociedade”, escreveu Antônio Magão, em uma postagem no Facebook.

Comentários