APELO DOS ESQUECIDOS

As crateras que estão aumentando dia a dia no tabuleiro daquela ponte, de responsabilidade do Estado do Acre

0
Advogado Sérgio B. Quintanilha – Conselheiro Acreano da OAB

Sérgio Quintanilha*

Parece-me, salvo algumas atitudes misteriosas, que os políticos e administradores do Alto Acre, Brasiléia/Epitaciolândia principalmente, não perceberam ou quiseram perceber o perigo em potencial das condições de trafegabilidade da ponte que liga Epitaciolândia a Brasiléia. As crateras que estão aumentando dia a dia no tabuleiro daquela ponte, de responsabilidade do Estado do Acre, de uma hora para outra pode levar a graves acidentes, com prejuízos sérios, graves a condutores, passageiros e transeuntes daquele logradouro.

Quando acontecer algo, prejuízos materiais, físicos e profissionais atingindo alguém ou algumas pessoas, e administradores e políticos forem taxados de incompetentes, dilapidadores do erário público (já fizeram vários serviços improvisados gastando o dinheiro público), não venham lamentar e dizer que é perseguição política, campanha difamatória visando denegrir imagem deste ou daquele administrador/político.

Nem um pouco preocupado com a situação financeira deste ou daquele órgão, desta ou daquela administração. Como contribuinte, como cidadão, tenho direito de exigir um mínimo de trabalho e respeito pela coisa pública.

Sem trafegabilidade com um mínimo de segurança, sem as mínimas condições de uso e assistência primária no hospital da regional graças à complacência da Vigilância Sanitária Federal e Estadual, aos Conselhos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e tantos outros órgãos que, por razões desconhecidas, são coniventes com o statu quo, sem segurança num patamar aceitável, mesmo que deficitário (não digam que não é verdade pois nos obrigarão a dar detalhes e citar nomes), não é possível que tenham todos os usuários do Alto Acre que esperar até as vésperas das eleições, quando mutirões e mais mutirões farão, como de hábito, um serviço “quebra galho” para que os candidatos possam subir aos palanques e pelas redes sociais, dizendo que trabalham e zelam por todos nós.

Acho que CHEGA DE TANTA ENGANAÇÃO, tantas promessas não cumpridas, tantas acusações a outros para justificarem sua incapacidade de gerenciamento da coisa pública.

Sérgio Quintanilha é advogado e Conselheiro acreano da OAB

Comentários

Assuntos desta notícia