Conecte-se conosco

Cotidiano

Após aumento para bancar Auxílio Brasil, arrecadação do IOF triplica

Publicado

em

Com a abertura de espaço no orçamento por meio de emendas, o valor arrecadado pode não ser mais utilizado no programa

Governo aumentou alíquotas do IOF até dezembro para bancar Auxílio Brasil – LUIS LIMA JR/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com o aumento das alíquotas do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre operações de crédito para empresas e pessoas físicas, a arrecadação do tributo triplicou. Segundo a Receita Federal, o recolhimento do IOF em novembro foi de R$ 4,9 bilhões, representando acréscimo real de 322,65%, a maior alta entre os impostos.

Desse valor, R$ 1,2 bilhão é decorrente da majoração da alíquota, que passou a valer de 21 de setembro até 31 de dezembro de 2021, de acordo com o decreto. O dinheiro arrecadado, segundo o governo federal, seria usado para bancar o Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família e deve pagar um benefício mensal de R$ 400 a quase 20 milhões de famílias. A receita prevista com o aumento temporário da alíquota é de um total de R$ 2,14 bilhões.

Após a promulgação de duas emendas constitucionais pelo Congresso Nacional em dezembro, que abriu espaço orçamentário para custear o programa, o Ministério da Economia afirmou que, na prática, não existe necessariamente esse vínculo direto e automático com relação à arrecadação do IOF.

“A arrecadação do IOF entra na Conta Única, como os demais impostos, compondo a arrecadação geral. E esta pode ser utilizada para essa e outras despesas correntes”, explica a pasta em nota.

“A vinculação da receita do IOF ao pagamento do Auxílio Brasil, naquele momento, foi sobretudo para atender a uma exigência legal — apontava-se uma receita que faria frente a uma nova despesa que estava sendo proposta”, afirma o texto.

Além da majoração temporária, o resultado da arrecadação do IOF é explicado pela restauração da tributação das operações de crédito em 2021, cuja alíquota se encontrava reduzida a zero em relação às operações ocorridas entre 3 de abril de 2020 e 30 de novembro de 2020.

“Em novembro de 2020, as alíquotas estavam todas zeradas, e agora, em 2021, essas alíquotas foram restabelecidas e majoradas. Estávamos com uma base de comparação quase nula e passamos a ter uma arrecadação bastante expressiva em razão da majoração temporária da alíquota”, explica o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, o auditor-fiscal Claudemir Malaquias.

De abril a dezembro de 2020, o IOF sobre operações de crédito havia sido zerado para baratear as linhas de crédito emergenciais concedidas durante a pandemia. Juntos, os dois efeitos — aumento do IOF e base fraca de comparação no ano passado — elevaram a arrecadação em R$ 1,2 bilhão em novembro.

Arte/R7

O IOF é um imposto federal pago em todas as movimentações financeiras, como operações de crédito, câmbio, seguro, empréstimos bancários ou operações de títulos e valores mobiliários. Por exemplo, em compras feitas com cartão de crédito no exterior e quando o consumidor entra no cheque especial, é cobrado o imposto. Mas compras parceladas sem juros não têm cobrança de IOF.

Comentários

Cotidiano

Palmeiras derrota Corinthians e conquista Brasileiro sub-20

Publicado

em

Atacante Endrick (foto) brilha e marca o gol da vitória de 1 a 0

O Palmeiras conquistou o título do Campeonato Brasileiro sub-20, neste domingo (25) na Neo Química Arena, em São Paulo, após derrotar o seu arquirrival Corinthians por 1 a 0 com gol de um dos jogadores mais promissores de sua base, o atacante Endrick.

Esta é a segunda oportunidade na qual o Verdão levanta o caneco da competição (após ficar com o título em 2018), o que garante a sua presença na Supercopa do Brasil Sub-20, competição que reúne os campeões do Brasileirão e da Copa do Brasil da categoria.

Em uma partida muito disputada, na qual o Timão contou com o apoio de sua apaixonada torcida, o gol da vitória saiu aos 18 minutos do segundo tempo, quando Endrick recebeu a bola no meio-campo, avançou até a entrada da área e bateu colocado, no cantinho, para superar o goleiro adversário.

“O Palmeiras aprendeu a trabalhar com excelência na base. A tendência é que continuemos revelando e conquistando, porque essas duas coisas, na minha opinião, estão interligadas. Se você forma bem, naturalmente as conquistas irão aparecer”, declarou o técnico do Palmeiras, Paulo Victor, após o título.

 

 

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Caio Souza é ouro nas barras paralelas em etapa da Copa do Mundo

Publicado

em

Campeã olímpica Rebeca Andrade é prata nas paralelas assimétricas

O brasileiro Caio Souza conquistou, neste domingo (25), a medalha de ouro nas barras paralelas da etapa de Paris (França) da Copa do Mundo de Ginástica Artística, evento que foi realizado na Bercy Arena, instalação esportiva que receberá os eventos da modalidade nos Jogos Olímpicos de 2024.

 

Além da medalha dourada nas paralelas, conquista que alcançou com uma nota 14.700, o atleta garantiu uma prata no salto sobre a mesa ao somar 14.575 pontos. Nesse aparelho, ficou atrás apenas do turco Adem Asil.

“Esses resultados mostram que o meu trabalho está sendo feito, e corretamente! Agora é voltar para casa e acertar os detalhes para subir mais um degrau”, disse Caio Souza.

Quem também brilhou foi a campeã olímpica e mundial Rebeca Andrade, que garantiu a prata nas paralelas assimétricas.

“Faço um balanço muito positivo sobre nossa participação nesta competição. Em alguns aparelhos nos quais havia cerca de 50 ginastas competindo, nossos meninos se classificaram nas primeiras colocações. Tivemos dois finalistas no salto e um no solo, argolas, barra e paralelas. Isso demonstra que nossa ginástica está entre as melhores do mundo. Agora é voltar para o Brasil e avaliar o que podemos melhorar para o Mundial”, declarou o coordenador de ginástica artística masculina da Confederação Brasileira de Ginástica, Marcos Goto.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Brasil estreia com vitória no Mundial de vôlei feminino

Publicado

em

Seleção brasileira superou a República Tcheca por 3 sets a 1

O Brasil estreou com vitória no Campeonato Mundial de vôlei feminino, pois superou a República Tcheca por 3 sets a 1 (parciais 25/20, 25/16, 22/25 e 25/18), neste sábado (24) no Gelredome, em Arnhem (Holanda).

O grande destaque da partida foi a capitã da seleção brasileira, a ponteira Gabi. A atleta, que defende o Vakifbank, da Turquia, somou 24 pontos.

Agora, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães mede forças com a Argentina, na próxima segunda-feira (26), a partir das 13h30 (horário de Brasília).

Comentários

Continue lendo

Em alta