unnamed-220

Na manhã desta quinta-feira (16), o Sindicato dos Policiais Civis do Acre (Sinpol/AC) realizou uma assembleia geral que reuniu mais de 150 policiais civis da capital e do interior do Estado. Na pauta da reunião a construção de proposta de reajuste salarial da categoria que será entregue ao Executivo estadual. O encontro aconteceu no auditório da Federação do Comércio do Acre (Fecomercio)

A reunião foi conduzida presidente do Sinpol, Itamir Alisson, Itamir Neves, deu início à assembleia falando das condições atuais do sindicato. A mudança de alguns pontos da proposta que será encaminhada ao governo, entre eles os vencimentos da categoria, que foi aprovado pela maioria do sindicalizados.

“Nós mudamos alguns pontos da proposta que será encaminhada ao governo, nossa proposta era de 55% do valor do vencimento do delegado e agora como os delegados tiveram aprovado um reajuste, alteramos a tabela. Agora estamos pedindo 50% do que será a remuneração do delegado, isso gera um aumento de pouco mais de R$ 2 mil para os policiais , essa proposta foi aprovada em assembleia hoje e será encaminhada o governo. Essa é a proposta já para janeiro de 2016 deforma integral, sem parcelamentos”, explicou Neves.

Para Itamir Neves a nova proposta trará maio valorização da categoria, bem como reestruturação no quadro de promoções e qualificação dos policiais.

“A nossa proposta incrementa nosso plano de cargos trazendo mais dificuldades para o policial ascender, criando dispositivos onde ele vai obrigatoriamente ser mais qualificado. Os delegados vão ter só vencimentos e nós estamos pedindo isso também, mas com alguns incrementos. Estamos criando dispositivos que vão exigir mais do policial para ele passar de uma classe para outra, que vai qualifica-lo a assumir postos hoje dentro da policia civil que está sendo assumido no ‘quem indica’, estamos criando a meritocracia, ou seja estamos possibilitando o policial vislumbrar uma carreira. No nosso plano nós mudamos a nomenclatura das classes, o policial vai galgando alguns postos, por exemplo, chefe de equipe só pode assumir quem for classe 2, coordenador só pode classe 3, gestor só pode ser se for classe 4 e por ai vai.Com isso estamos valorizando mais a carreira e permitindo que o policial obrigatoriamente seja qualificado com o apoio do Estado. Nos estamos pedindo não só uma aumento salarial, mas estamos oferecendo proposta para o fortalecimento e estruturação de uma carreira mais atrativa, com meritocracia com hierarquia, nosso plano é fazer com que nossa carreira seja fortalecida”, enfatizou Itamir Neves.

Comentários