A greve da Saúde do Acre está suspensa. A decisão foi anunciada no final da manhã desta sexta-feira, 21, durante manifestação da categoria em frente ao prédio da Secretaria de Saúde, no Centro de Rio Branco.

Entre os pontos reivindicados pela classe, o governo prometeu cumprir a agenda de negociação de reposição salarial que ainda não foi para votação na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) e garantiu analisar o acordo coletivo do Pró-Saúde e o projeto de alteração da Lei 39, que permite aos servidores irregulares voltar para o PCCR.

A paralisação da Saúde começou na terça-feira passada. Nesta sexta-feira pela manhã, carregando um caixão, os servidores fecharam a avenida Brasil e protestaram na frente da Casa Rosada, gabinete oficial do governador, e depois seguiram para a sede da Sesacre, no antigo prédio do Banacre, local onde receberam a garantia de que suas reivindicações seriam atendidas.

A previsão é de que a proposta oficial do governo seja apresentada no dia 30 de outubro. Antes, porém, no dia 29, os trabalhadores farão um ato apresentando os avanços ou não do processo de negociação. Caso não sejam atendidos, eles voltam a cruzar os braços por tempo indeterminado.

Com ac24horas.com

Comentários