Sem dar satisfações de onde foram parar os milhões de reais gastos com o programa “Floresta Digital”, que entre outras coisas prometia internet gratuita à população acreana, promovendo a inclusão digital e a cidadania, o governo Tião Viana (PT) resolveu desacreditar das próprias promessas e contratou pelo valor de R$ 570 mil reais os serviços da empresa OI, campeã de reclamações junto ao Procon-Acre, para oferecer serviços de internet para atender o núcleo do governo do Estado em Rio Branco.

O gordo contrato firmado com a empresa OI foi publicado no Diário Oficial divulgado nesta quarta-feira (14).

Ironicamente o contrato foi firmado entre a OI e a Secretaria de Ciência e Tecnologia do governo do Acre, justamente uma das pastas que gestou o projeto “Floresta Digital” que prometia internet gratuita a todos, mas que não garantiu nem mesmo aos órgãos públicos.

Vale frisar que o contrato é de maio de 2018, mas que foi republicado nesta quarta-feira (14) por ter havido erro na primeira publicação e, assim sendo, o referido contrato de 12 meses está em vigência há 7 meses.

Versão do governo

“A contratação do link de internet não é nenhuma novidade. O estado sempre teve o contrato e ao término do contrato vigente foi necessário fazer novo processo licitatório, inclusive, com uma nova empresa ganhadora, com um valor mais baixo, pois a mensalidade que era de 51 mil, baixou para 47 mil. É essa internet contratada que mantém o Floresta Digital corporativo, usado em toda a estrutura do estado. O Floresta Digital social, continua com atendimento nos telecentros”, diz nota enviada pela assessoria do governo do Acre.

Comentários