Jonas ao lado da filha no aniversário da sua neta/Foto: Arquivo pessoal
Folha do Acre

Depois da suposta ameaça de sair do PT, o deputado estadual Jonas Lima foi brindado com um presente tipicamente camarada. A nomeação de sua filha que é advogada, Dienifan Pinheiro Lima, no cargo secretária-geral da Junta Comercial do Estado do Acre (JUCEAC). O decreto que beneficia a família Lima foi publicado na edição desta segunda-feira (5) do Diário Oficial do Estado (DOE) e foi assinado pelo governador Tião Viana (PT).

A nomeação tem efeito a contar de 1° de março. O salário da filha do deputado não foi informado no decreto, no entanto, por ser um posto de destaque pode chegar a casa dos R$ 19 mil reais. Ela vai substituir o servidor de carreira José Edson Figueiredo Dantas que foi exonerado de suas funções por meio de decreto também assinado pelo governador petista e publicado do DOE.

Não é de agora que o deputado Jonas Lima vem sendo repudiado pela ala petista. Fato que comprova a sua atuação na Assembleia Legislativa. Tornou-se efêmera sua defesa sobre os interesses da FPA, situação que vem sendo chancelada pelos próprios pares. Vez e outra é posto na parede e evita ao máximo usar da palavra na tribuna para fazer defesa ferrenha como anos anteriores.

Nos bastidores, já tinha até data certa da saída do parlamentar, a conferir 5 de abril. Um partido nanico, com legenda fortalecida em Brasília seria sua via de escape. Jonas teria interesses de dirigir uma sigla minúscula que possa ser chamada de sua. Mas cabe lembrar que tudo ainda não é oficial. A repercussão de sua debandada aconteceu após reunião no seu reduto eleitoral, em Mâncio Lima. Aos presentes, ele teria sinalizado insatisfação por perder cargos no Deracre e Detran.

Sobre a possível saída do partido, a reportagem da Folha do Acre tentou durante a semana passada ouvir a versão do parlamentar, mas foi informada que o deputado estaria evitando falar sobre o assunto e que cumpriria agenda no interior. Jonas faltou à sessão de quinta-feira.

Comentários