Raimundo está a espera do remédio que poderá retardar que a doença que poderá paralisar seu corpo - Foto: Alexandre Lima
Raimundo está a espera do remédio que poderá retardar que a doença que poderá paralisar seu corpo – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

A Secretaria de Saúde do Acre, através de um e-mail, comunicou o jornal oaltoacre.com, que o técnico em enfermagem, Raimundo Rodrigues do Nascimento, de 47 anos, irá receber os medicamentos que necessita para retardar o avanço de uma doença degenerativa, foi diagnosticado com Esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa do sistema nervoso, que acarreta paralisia motora progressiva e irreversível.

A denuncia feita no dia 13 do mês corrente, mostrou que Raimundo estava a cerca de cinco meses tentando receber o remédio Riluzol, que serve para o retardo do avanço da doença, não existe no Estado e deve ser fornecido pela Secretaria de Saúde do Acre, através do Sistema Único de Saúde – SUS.

O comunicado foi feito para Raimundo em sua residência, juntamente com os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (Sintesac), na fronteira, onde se prontificaram em buscar ajuda para que possa receber os tratamento de fisioterapia, fonoaudiólogo, neurologia, entre outros.

Os medicamentos terão que se retirados no setor da saúde na Capital, por ser controlados e serem fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Reveja matéria.

Enfermeiro espera a cinco meses por remédio do Estado para tratar doença degenerativa

Rrpresetantes do Sintesac foram prestar solidariedade e ajuda ao enfermeiro Raimundo.
Represetantes do Sintesac foram prestar solidariedade e ajuda ao enfermeiro Raimundo.

Comentários