Conecte-se conosco

Acre

Após perseguição na BR 317, Polícia Civil prende dois por tráfico em Xapuri

Publicado

em

Dois dos traficantes foram detidos e levados à delegacia após prisão em flagrante delito. Um fugiu. Fotos: cedidas

Dois dos traficantes foram detidos e levados à delegacia após prisão em flagrante delito. Um fugiu. Fotos: cedidas

Da redação, com Pedro Paulo

Uma ação precisa da Polícia Civil de Xapuri, distante 180 quilômetros de Rio Branco, culminou na prisão de duas pessoas e na apreensão de cocaína pura. Além da droga, que totaliza 3,119 quilos, os policiais apreenderam um veículo Astra, branco, que era usado pelos criminosos.

Na segunda-feira (8), por volta de 21h, uma esquipe comandada pelo policial Eurico Marques Feitosa, autorizada pelo delegado Antônio Carlos Mello, fazia ronda no entorno da cidade, visando coibir o tráfico de droga na região, quando avistou um veículo que saía de um ramal de acesso a Bolívia. Ao perceberem a presença da polícia os ocupantes do carro tentaram fugir, houve perseguição e o Astra acabou interceptado metros adiante.

Um dos ocupantes, abriu a porta com o veículo em movimento e saiu correndo pelo meio do mato, deixando para trás Waltemberg Gomes dos Santos, 23, natural do Estado do Piauí e Vagno Nascimento da Silva, 28, acreano, morador do bairro Comara, em Rio Branco. Os dois foram presos com a posse da droga.

Momento da prisão pelos investigadores da Polícia Civil de Xapuri na BR 317 - Fotos: Cedidas

Momento da prisão pelos investigadores da Polícia Civil de Xapuri na BR 317 – Fotos: Cedidas

Levados para delegacia da Polícia Civil da cidade Waltemberg Gomes e Vagno Nascimento foram presentados ao delegado Antônio Carlos que os indiciou por tráfico de entorpecente. Wagno, segundo o delegado, possui várias passagens na polícia, entre lesão corporal, ameaça e até violência doméstica.

Comentários

Acre

Pessoas trans podem alterar nome e gênero de documentos em cartório

Publicado

em

A identidade de gênero não se prova, depende apenas da autopercepção da pessoa. Cabe a cada um dizer qual é a sua identidade de gênero

Não é preciso entrar com um processo na Justiça para alterar o nome e gênero nos documentos. Qualquer pessoa com mais de 18 anos de idade pode requerer ao cartório de registro civil de origem (onde foi feito seu primeiro documento) a retificação da Certidão de Nascimento.

Basta comparecer na serventia extrajudicial com a documentação necessária. De acordo com o Provimento n° 73/2018 da Corregedoria Nacional de Justiça é preciso a Certidão de Nascimento e cópias do RG, CPF, título de eleitor e comprovante de endereço. A identidade de gênero é autopercebida, portanto não é necessário ter feito cirurgia de mudança de sexo ou qualquer tipo de laudo para atestar transexualidade.

É possível a alteração do nome, mas não do sobrenome (nome da família). Também o novo nome não pode coincidir com o outro membro da família. Com a documentação completa, a nova certidão é gerada imediatamente. Os valores cobrados no cartório variam de acordo com o estado. Em Rio Branco, a taxa é de R$ 182,90.

A ação judicial é necessária apenas para pessoas com menos de 18 anos de idade, que precisam dos pais ou representantes legais para entrar com o pedido de alteração do nome e gênero na Certidão de Nascimento.

É importante lembrar que qualquer embaraço ou constrangimento constitui crime de transfobia.

 

 Miriane Teles, com informações do CNJ | Comunicação TJAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado acompanha obras em ramal de Brasileia

Publicado

em

O governo do Estado segue com as obras de melhoramento dos ramais em todo o Acre. Na manhã desta sexta-feira, 1º, o governador Gladson Cameli, acompanhado da equipe do Departamento de Estradas e Rodagens (Deracre), liderada pelo presidente Petronio Antunes, realizou vistoria no Ramal do 18, no município de Brasileia.

Ramal do 18, no município de Brasileia. Foto: Diego Gurgel/Secom

O serviço é feito com recursos do governo federal, no valor total de R$ 94 milhões, destinados para melhoramento de ramais no estado. No total, o pacote de obras beneficia a recuperação de 212 quilômetros, favorecendo mais de mil famílias nos municípios que compreendem as regiões do Alto e Baixo Acre.

As intervenções nos ramais visam garantir a trafegabilidade dos produtores agrícolas e o escoamento da produção para os mercados municipais. De acordo com o governador, as melhorias incluem um serviço de terraplanagem, base e sub-base, bem como drenagem, para que, futuramente, o governo possa iniciar a pavimentação dos ramais. “Queremos deixar tudo pronto para receber a capa asfáltica em um futuro breve”, afirmou o governador.

As intervenções nos ramais visam garantir a trafegabilidade dos produtores agrícolas e o escoamento da produção para os mercados municipais. Foto: Diego Gurgel/Secom

Ele também destacou que os recursos utilizados nas melhorias desses ramais são fruto de debates e empenho do governo ocorridos ainda no início da gestão. “Uma emenda de bancada de R$ 94 milhões que estava praticamente perdida e nós conseguimos resgatar, com o apoio do presidente da República e de toda a nossa bancada federal, para que essa obra pudesse estar em andamento como está hoje”, disse.

O investimento nos ramais reforça o compromisso do governo estadual não somente com a área urbana, mas também com a zona rural. Foto: Diego Gurgel/Secom

Diferencial

O investimento nos ramais reforça o compromisso do governo estadual não somente com a área urbana, mas também com a zona rural. O diferencial das melhorias realizadas pelo Deracre nos ramais e estradas vicinais é o fato de ir além da raspagem do acesso, preparando a via para o inverno, garantindo trafegabilidade e o direito de ir e vir.

Petronio Antunes ressaltou que outros ramais como o do km 19, em Brasileia, também irão receber o mesmo serviço. “O Ramal da Torre, em Epitaciolândia, o do Cutia, o Estrada Velha, todos eles já estão recebendo esse serviço de qualidade, que foi pensado para que se tenha trafegabilidade de inverno a verão”, expôs.

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado autoriza concurso público para cargos de oficiais de saúde e combatentes da PM

Publicado

em

O governo do Acre, autorizou na sexta-feira, 24, a realização de concurso público para os cargos de aluno oficial combatente e oficial de saúde da Polícia Militar do Estado (PMAC), por meio da Secreta de Planejamento e Gestão (Seplag).

São 50 vagas, sendo 30 para aluno oficial combatente e 20 para aluno oficial de saúde. Foto: José Caminha/Secom

Serão 50 vagas, sendo 30 para aluno oficial combatente e 20 para aluno oficial de saúde.

Essa é uma demonstração de que o governo tem compromisso com o Acre, e que pretende melhorar cada vez mais a vida dos cidadãos, por meio da criação de oportunidades de desenvolvimento.

Comentários

Continue lendo

Em alta